Escolas de Samba marcam terceira noite na Passarela do Samba
Tecnologia do Blogger.

Escolas de Samba marcam terceira noite na Passarela do Samba



A terceira noite do "Carnaval de Todos", na Passarela do Samba, foi marcada pelo início dos desfiles das escolas de samba da capital maranhense.  Um grande número de pessoas compareceu ao espaço para assistir ao início dos desfiles e mostrou a força da Passarela do Samba.

Na Passarela do Anel Viário contou com apresentação das escolas de samba Unidos de Ribamar, Unidos de Fátima, Terrestre do Samba, Império Serrano, Turma de Mangueira e Favela do Samba. 

A expectativa era grande para a primeira noite de desfiles das escolas de samba na Passarela Chico Coimbra. Com o enredo "A Paz esteja convosco", a escola Unidos de Ribamar levou 2 mil componentes para o desfile.


A Unidos de Fátima, com as cores azul, amarelo e branco, foi a segunda escola a desfilar, comemorando 60 anos de Carnaval. A história da escola foi contada no enredo em forma de roteiro de cinema. 

Fundada em 1958, a Terrestre do Samba, do bairro da Estiva, apresentou o enredo "Um grito de alerta, o sonho de uma nova era", com 4 carros alegóricos e mais de mil integrantes.

Cada escola leva consigo o trabalho de diversos artistas carnavalescos, entre passistas, coreógrafos, aderecistas, ritmistas e músicos. João Eudes é um deles. Violonista e arranjador, o músico participa da Passarela desde 2006 e já chegou a tocar em mais de 20 grupos diferentes no mesmo ano.

"Este ano eu estou participando de 9 agremiações diferentes, entre escolas de samba, blocos tradicionais e blocos organizados. A maratona é gratificante e é bonito acompanhar o trabalho de talentosos compositores, com músicas tão bonitas que poderiam ser cantadas o ano inteiro", destacou João Eudes.


A Império Serrano foi a quarta escola da noite a desfilar na Passarela do Samba. Do bairro do Monte Castelo, a coroa imperial nas cores verde e branco apresentou o enredo "Na festança Imperial tem barrica cultural", homenageando a Companhia Barrica. 

Do João Paulo veio a escola Turma de Mangueira, que tem inspiração nas cores verde e rosa da escola carioca. Homenageando o Boi de Maracanã, a agremiação apresentou o enredo "Amor, crença e tradição: 120 anos de glória da folha do pajé".


Encerrando a primeira noite de desfiles das escolas de samba, a Favela do Samba trouxe o enredo "Delírio de sonhadores. União... São Luís... Arthur Azevedo...Um templo do povo, o templo do carnaval", misturando carnaval e teatro.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!