Lava-Bois encerra festejos juninos no fim de semana
Tecnologia do Blogger.

Lava-Bois encerra festejos juninos no fim de semana

A exemplo do ano passado, Lava-Bois deve atrair muitas pessoas e grupos de bumba meu boi à cidade
 
Evento, que está em sua 64ª edição, é tradição e acontece em São José de Ribamar; 100 mil pessoas, entre brincantes e visitantes, são esperadas durante toda a festa, que se trata de um grande encontro de grupos de bumba meu boi


SÃO JOSÉ DE RIBAMAR - O mês de junho acabou, mas a folia junina ainda não terminou no Maranhão. Neste fim de semana, a cidade de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís, recebe o tradicional “São João fora de época”, o Lava-Bois, evento que encerra oficialmente os festejos juninos na Ilha. A festança acontece neste sábado e domingo, na orla da cidade, e espera reunir mais de 100 mil pessoas, entre brincantes e visitantes.

Esta é a 64ª edição do evento, que já é tradição na cidade balneária e atrai moradores de toda a região metropolitana. O Lava-Bois é uma festa única no país. Trata-se de um grande encontro de grupos de bumba meu boi, que acontece no primeiro fim de semana do mês de julho. Promovido pela Prefeitura de São José de Ribamar, em parceria com o Governo do Estado, o Lava-Bois é considerado o festejo que encerra oficialmente os festejos juninos no Maranhão.

A presença de boieiros de todo o estado é tida, também, como um momento de devoção, pois os brincantes se deslocam até o município para agradecer as graças alcançadas durante o período junino e pagar promessas feitas ao santo padroeiro do estado, São José de Ribamar.

A programação do Lava-Bois deste ano tem início na noite de sábado, a partir das 20h, no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, na orla marítima da sede. No local, serão realizados shows culturais e a apresentação do tradicional Bumba Boi Meu Tamarineiro, sotaque de orquestra. Já na madrugada de domingo, tem início o encontro das brincadeiras.

Os grupos seguem o percurso da Avenida Gonçalves Dias, seguindo até o Parque Municipal, onde, a partir de meio-dia do domingo, também serão promovidos shows culturais.

Segurança
Por causa do evento, a Prefeitura de São José de Ribamar montou um esquema para o fluxo de pessoas acontecer sem transtornos, e toda a cidade foi preparada para a realização da festa. Para garantir o conforto e a segurança dos brincantes, foram montados esquemas nas áreas da segurança, trânsito e saúde. Na segurança, segundo a Prefeitura de São José de Ribamar, mais de 500 homens da Polícia Militar (PM) estarão trabalhando nos dois dias da festa. De acordo com a PM, haverá apoio com policiais a pé diretamente no evento, apoio com rondas da viatura de levantamento perícia ao longo da MA-201 (Estrada de Ribamar) e mobilização de uma equipe da Operação Lei Seca para coibir os infratores que entram e saem do evento.

Além da PM e de homens do Corpo de Bombeiros, seguranças contratados pelo governo municipal e a Guarda Municipal garantirão a segurança de quem for ao Lava-Bois este ano. A Capitania dos Portos também estará na cidade, para evitar incidentes na orla durante o fim de semana.
Trânsito
O trânsito no município terá algumas intervenções já no sábado, a partir das 13h, para carros de passeio e coletivos de ônibus. Os ônibus que estiverem trafegando no sentido Ribamar deverão seguir o itinerário da Avenida Clodomir Cardoso e Avenida Garrastazu Médice até o terminal da Campina. Agentes da Guarda, além da Polícia Rodoviária, também estarão disciplinando o trânsito no local.

Equipes médicas e ambulâncias do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estarão de plantão em pontos estratégicos do circuito. O Hospital Municipal também deverá funcionar em esquema de alerta para atendimento médico de possíveis casos mais graves.
PROGRAMAÇÃO DO LAVA-BOIS
Sábado
20h – Cacuriá de Dona Babá
21h – Boi Meu Tamarineiro
22h – Alysson Ribeiro e banda
0h – Banda Energia
Domingo
12h – Grupo Samba de Boa
14h – Alessandra Santos e banda

Grande encontro de bois de matraca

ORIGEM DA FESTA

São poucos os relatos históricos dando conta da origem do Lava-Bois. A versão contada por moradores mais antigos de São José de Ribamar revela que a festa começou na década de 50. O evento surgiu de um ritual promovido por boieiros que foram até o município pagar uma promessa a São João. Os primeiros batalhões que chegaram à cidade foram os de orquestra. Eles vieram a convite de brincadeiras locais, mas também com o objetivo de pagar promessas. A concentração das brincadeiras acontecia em frente à Igreja Matriz. Os primeiros bois que participaram da festança foram os batalhões de Axixá, Rosário, Peri-Merim, Santa Rita e São José de Ribamar.



0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!