Na segunda noite do Guarnicê, pré-estréia e sessão de terror chamam atenção do público
Tecnologia do Blogger.

Na segunda noite do Guarnicê, pré-estréia e sessão de terror chamam atenção do público


 No sábado, dia 3, segunda noite da 40ª edição do Festival Guarnicê de Cinema, um dos destaques ficou por conta da pré-estreia do filma “Fala Comigo”, de Felipe Sholl, que levou dezenas de pessoas para as poltronas do Teatro Alcione Nazareth, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, na Praia Grande. Outro destaque da noite foi a Sessão Maldita, composta por produções de terror, e uma novidade do festival este ano.


O Festival Guarnicê de Cinema foi aberto oficialmente na sexta-feira, dia, 2, e segue até sábado, dia 10. O público tem a possibilidade de conferir sessões gratuitas de filmes e documentários que são exibidos em vários horários no Cine Praia Grande, no Teatro Alcione Nazareh e no Teatro da Cidade (Antigo Cine Roxy).

Pré-estréia – A noite de ontem foi aberta com a pré-estreia do filme “Fala Comigo”, de Felipe Sholl, que abordou os entraves existentes entre um relacionamento de um adolescente de 17 anos de idade e uma mulher de 43 anos, juntamente com os dramas vividos por cada um dos personagens centrais da trama.

Ainda durante a noite o diretor do filme, Felipe Sholl, juntamente com Tom Karabachian, que interpreta Diogo, um dos personagens centrais da trama, estiveram no palco do Teatro Alcione Nazareth e falaram para o público presente sobre o processo de produção do longa.
“Esse foi o meu primeiro longa como diretor e também a estreia de muitos que estão na equipe. É um filme um pouco subversivo, mas que foi feito com muito amor”, afirmou Sholl. A mesma opinião foi compartilhada por Tom Karabachian, que chamou atenção para o fato de ter sido muito bem recebido em terras ludovicenses.

No fim do ano passado, o filme “Fala Comigo” foi o grande vencedor da 18ª edição do Festival do Rio. O longa recebeu o troféu Redentor de melhor filme de ficção e de melhor atriz, esse último dado para Karine Teles, que interpreta Ângela na produção.
“Eu achei o filme interessante porque fala do amor que não aparece muito e que as pessoas também não estão muito acostumadas”, disse a estudante Fabiana dos Santos, de 23 anos, que acompanhou a sessão. No fim da exibição, Felipe Sholl e Tom Karabachian receberam o carinho das pessoas que assistiram à produção.

Terror – Para os amantes do gênero terror, o Festival Guarnicê de Cinema levou para o público presente a Sessão Maldita, uma das novidades deste ano. As produções foram exibidas no Cine Praia Grande.

Ao todo, foram quatro curtas exibidos durante a sessão: Neandertais, de Marcus Curvelo; De Dentro das Paredes tão Pequenas, de Iuri Minfroy; Sol, de Carlos G. Gananian; Janaina Overdrive, de Mozart Freire; e Bom dia Carlos, de Gurcius Gewdner. “Essa foi uma grande novidade desse ano para atender ao público que gosta do gênero”, destacou Fernanda Santos Pinheiro, diretora do Departamento de Assuntos Culturais (DAC) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

E as produções chamaram atenção dos presentes. “Eu gosto de assistir a esses filmes de terror e achei relevante essa iniciativa de abrir espaço para esses tipos de filmes. Espero que continuem”, contou a publicitária Amanda Duarte.
     


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!