Filme “Deserto” abre o 40º Festival Guarnicê de Cinema nesta sexta-feira, 2
Tecnologia do Blogger.

Filme “Deserto” abre o 40º Festival Guarnicê de Cinema nesta sexta-feira, 2


 O longa-metragem “Deserto”, do ator e diretor Guilherme Webber, será o filme de abertura do 40º Festival Guarnicê de Cinema (www.cultura.ufma.br/40guarnice). Livremente inspirado na obra “Santa Maria do Circo”, de David Toscana, o premiado filme será exibido nesta sexta-feira, 2, às 19h, no Teatro Alcione Nazareth do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (CCOC,f), Centro de São Luís (MA). O drama tem duração de 100 minutos.


Aberto ao público, o Festival Guarnicê de Cinema acontecerá de 2 a 10 de junho, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho e Cine Teatro da Cidade (Roxy), no Centro histórico de São Luís do Maranhão.O Guarnicê tem patrocínio do Mateus e Governo do Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo a Cultura e Banco do Nordeste. A promoção é da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), por meio do Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce), com apoio da Fundação Sousândrade, Universidade FM, TV Ufma e Gráfica Universitária e Academia Internacional de Cinema (AIC), Prefeitura de São Luís, Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão e Rock Filmes.

O filme, que tem no elenco os atores Lima Duarte, Everaldo Pontes, Cida Moreira, Márcio Rosário, Fernando Teixeira, Claudinho Castro, Magali Biff e Pietra Pan, conta a história de um pequeno grupo de artistas que viaja pelo sertão brasileiro apresentando um espetáculo. Ao chegar num pequeno vilarejo, descobrem uma cidade abandonada, casas, igreja e uma fonte que jorra água limpa, tal qual milagre de um deserto bíblico.

Cansados e combalidos da vida errante, os artistas decidem se instalar no vilarejo e fundar uma nova comunidade, dando a si mesmos papéis diferentes daqueles que exerceram por toda a vida. A nova configuração vai revelar aos artistas os piores vícios da vida civil. A produção do filme é de Vania Catani. O roteiro é assinado por Ana Paula Maia e Guilherme Weber. A produção executiva é de Lili Nogueira e montagem de Ricardo Pretti.

Programação

Serão dias intenso de vasta programação que prevê a realização de oficinas, mostras competitivas e não competitivas, bate-papo, lançamentos, exposições entre outras atividades do segmento cinematográfico. Dos quase 400 filmes inscritos, 37 filmes foram selecionados para competirem, entre seis longas e 18 curtas nacionais e 13 produções maranhenses. Outro destaque da programação é o bate-papo, no Cine Praia Grande, com o ator Lima Duarte e Vania Catania sobre o filme Deserto. Uma novidade na edição deste ano é a sessão Maldita, que acontecerá em uma única exibição, a partir das 22h no Cine Praia Grande. 

A coordenadora geral do festival e diretora do Departamento de Assuntos Culturais da UFMA (DAC),  Fernanda Santos Pinheiro, ressaltou a longevidade do Guarnicê, que hoje é o quarto mais antigo do país. “É um momento histórico, de resgate da história do festival, de resgatar toda essa história e valorizar todos aqueles que foram responsáveis por fazer com que o festival tivesse vida longa. Um momento de comemorar essa resistência do festival”, comentou.

As atividades do festival acontecerão no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, no Cine Teatro da Cidade (Roxy) e na sede provisória do Departamento de Assuntos Culturais/Proexce da UFMA, na rua Humberto de Campos, 174, Centro.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!