Boi de Maracanã mobiliza a sede para a confecção das indumentárias
Tecnologia do Blogger.

Boi de Maracanã mobiliza a sede para a confecção das indumentárias

Nos bastidores do São João
Caderno Alternativo - Jornal O Estado do MA

Um dos mais tradicionais grupos folclóricos do Maranhão, o Boi de Maracanã mobiliza a sede para a confecção das indumentárias, que somam mais de 500; equipe de comando também visita comunidades para estreitar laços com as famílias dos brincantes.

O Boi de Maracanã, que em breve divulgará documentário sobre a vida do mestre Humberto Barbosa Mendes, produzido em São Paulo e que será editado na França, para lançamento no mês de junho (via projeto Rumos, do Itaú Cultural), está realizando oficinas de produção de indumentárias com vistas ao São João 2017. A equipe de produção também deu início às tradicionais visitas às comunidades que tem representantes no grupo folclórico.
Segundo Maria José Soares, presidente do Boi de Maracanã, a lista de comunidades a serem visitadas contempla Vila Maranhão, Porto Grande, Raposa, São Bernardo, Recanto dos Vinhais, Cohatrac, Santa Clara, Tibiri, Turu, Bairro de Fátima, Vila Mauro Fecury, Itapera, entre outras. O objetivo é firmar novo compromisso com as famílias dos brincantes para garantir o brilho da festa deste ano.
“Nós nos reunimos aos fins de semana, onde convocamos a comunidade. Todos participam com sugestões, opiniões, críticas, entre outras coisas, o que contribui para democratizar o nosso projeto cultural. Dessa forma, estreitamos os laços com as pessoas que nos prestigiam”, disse Maria José Soares, presidente do Boi de Maracanã.

Brincantes
Este ano, o grupo irá para os terreiros com mais de 500 brincantes usando indumentárias. Todas as indumentárias estão sendo preparadas na própria sede, localizada em Maracanã, trabalho que é feito por mais de 30 pessoas. As penas usadas nas indumentárias, por exemplo, são de ema, adquiridas em outros municípios maranhenses. De acordo com a presidente, são em média 20kg ou mais do produto, dependendo do recurso obtido a cada ano. São usados também fitas, aljofres, napas, lonas e bordados na confecção das vestimentas de índios e vaqueiros.
Os ensaios com os cantadores oficiais da manifestação folclórica, Ribinha, Tetêco, Humberto Filho, Toinho Rocha, Lambari e Cabeça Branca terão início no mês de maio, mas datas ainda serão divulgadas. Neste mês, será realizada a tradicional Feijoada de Aleluia, dia 16, às 14h, na sede, com o lançamento das novas toadas, que somam mais de 20. “É provável que alguns artistas prestigiem o evento, que é uma tradição de mais de 40 anos durante a Páscoa”, contou Maria José Soares.
Algumas apresentações para as prévias do São João já estão sendo agendadas, mas também só serão divulgadas dentro de algumas semanas. Maria José Mendes lembrou que o cantador Ribinha completa em 2017 20 anos de cantoria e para comemorar, deverá haver evento especial no mês de junho, antes do São João ou durante a festa. “Ainda estamos procurando a melhor data para celebrar a trajetória de um dos nossos melhores cantadores discípulos de Humberto”, anunciou Maria José Soares.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!