Imprensa é hostilizada por militantes; grupo protesta contra Globo na capital
Tecnologia do Blogger.

Imprensa é hostilizada por militantes; grupo protesta contra Globo na capital

Globo é hostilizada por militantes do PT durante depoimento de Lula à PF
Protestos contra os meios de comunicação e agressões a jornalistas, principalmente da Rede Globo, marcaram a tarde desta sexta-feira (4).
Em São Paulo, na sede do PT, uma repórter da Globo foi hostilizada por um grupo de militantes, que tentaram tomar sua câmera, e refugiou-se na portaria do prédio. Um carro da emissora foi recebido a pontapés.


Na frente do prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, dois repórteres da emissora foram xingados por manifestantes, informou o "Jornal Nacional". Além disso, um repórter e um cinegrafista da Rede Bandeirantes foram cercados e relataram que a câmera que usavam foi danificada.
Já em Brasília, um grupo protestou durante cerca de uma hora em frente à sucursal da Rede Globo, no Setor Comercial Norte. Os manifestantes gritavam palavras de ordem e culpavam a Rede Globo pelo fato do ex-presidente Lula ter ido depor na Polícia Federal, em São Paulo. Uma faixa com o logo da emissora foi queimado. Procurada, a Rede Globo não quis se manifestar.

O Sindicato dos Jornalistas, a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) , a Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e a ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e outras associações de imprensa criticaram as hostilidades.
"É inaceitável que profissionais de imprensa sejam fisicamente agredidos, tenham seus equipamentos danificados e sejam ainda impedidos de exercer sua atividade profissional", afirmou a ABI, em comunicado

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!