MinC abre inscrições para três editais do Cultura Viva
Tecnologia do Blogger.

MinC abre inscrições para três editais do Cultura Viva

Midialivristas, indígenas, e redes de cultura de todo o Brasil podem participar; serão R$ 13,428 milhões destinados à premiação

O Ministério da Cultura (MinC) está recebendo inscrições para os três editais voltados à Política Nacional de Cultura Viva. Serão R$ 13,428 milhões destinados à premiação de 210 iniciativas para indígenas; coletivos e entidades que atuem com a mídia livre produzindo conteúdos independentes em sons, imagens, vídeos, textos,etc; e redes culturais de diferentes expressões artísticas, identitárias ou temáticas.

Com o edital para midialivristas, o MinC reconhece que a relação entre cultura e comunicação é estratégica e tem crescido no Brasil de forma cada vez mais descentralizada. Do jornal de bairro à rádio comunitária, do carro de som às plataformas digitais, a transversalidade é uma das principais marcas do midialivrismo existente e atuante hoje no Brasil. Para esses grupos serão destinados R$ 5 milhões, de forma a contemplar 80 iniciativas.
O Edital de Pontos de Mídia Livre conta com a parceria da Secretaria do Audiovisual do MinC (SAv) e da Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, que irá conceder 50 antenas de conexão à internet para iniciativas classificadas. O edital recebeu sugestões da sociedade civil em consulta pública, algumas contribuições foram incorporadas, como a ampliação do apoio para as iniciativas de comunicação em nível local, privilegiando a territorialização desta política.
Com o edital de Pontos de Cultura Indígena, o MinC sinaliza a prioridade da pauta dos povos indígenas nesta gestão e ressalta que a política cultural indigenista responde ainda ao desejo de conexão de algumas aldeias e culturas. Os grupos indígenas podem se inscrever de forma oral e audiovisual, enviando um vídeo ou um arquivo de voz descrevendo sua proposta, uma inovação que valoriza a tradição oral dos povos indígenas.
Os três editais adotam os novos instrumentos da Lei Cultura Viva. Além dos prêmios que serão destinados a coletivos culturais, as entidades selecionadas no Edital de Redes, na categoria de atuação regional/nacional, serão os primeiros a assinar o Termo de Compromisso Cultural, mecanismo que facilita a prestação de contas e o repasse de recursos.
A partir da inscrição nos editais, os interessados também poderão se autodeclarar Pontos de Cultura, sendo reconhecidos como tal caso classificados, mesmo que não sejam contemplados com o recurso.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!