4º Festival de Música Barroca de Alcântara inicia hoje, às 16h, no município de Bacabeira.
Tecnologia do Blogger.

4º Festival de Música Barroca de Alcântara inicia hoje, às 16h, no município de Bacabeira.

O grupo Paraguay Barroco é uma das atrações do festival
O grupo Paraguay Barroco é uma das atrações do festival 
 Com o tema “A música no tempo das missões jesuíticas”, será iniciada hoje, às 16h, na escola municipal Raimundo Aquino Macêdo, em Bacabeira, a quarta edição do Festival de Música Barroca de Alcântara, com apoio do Ministério da Cultura, BNDES e TV Mirante. O evento gratuito será realizado até o dia 22, em Alcântara, e também nas cidades de Rosário e São Luís.

Na abertura, o grupo local Bumba Ópera conduzirá ação pedagógica para alunos da instituição. Formado por músicos e cantores eruditos e populares, o Bumba Ópera tem o objetivo de contribuir para a fomentação de repertório para a música dramática brasileira sobre estruturas musicais socialmente comuns no Brasil, priorizando formas como cantatas, oratórios, óperas e musicais que equilibram música erudita e nativa de várias regões.

Em seguida, às 18h, a Banda Municipal de Bacabeira realizará cortejo até a Igreja Imaculada Conceição, onde à noite, às 19h, o grupo internacional Zarabanda, da Venezuela, fará o primeiro concerto. Trata-se de um conjunto dedicado à interpretação musical. Como projeto artístico, tem entre seus propósitos projetar-se nas diferentes áreas em que os seus integrantes atuam: família, escola, comunidade, orquestras e academias.
O grupo Zarabanda trabalha em um programa de aulas e recitais com jovens do Sistema Nacional de Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela, ao qual pertence. Seus integrantes já participaram de festivais como “Yes Bach”, “Viva Vivaldi”, “Zelenka Cycle” e “Decus Mundi”. Eles fazem parte também da Orquesta Barroca Juvenil Simón Bolívar, primeiro agrupamento inteiramente dedicado ao repertório barroco na Venezuela. Desde a sua criação em 2011, vem abordando as obras dos maiores representantes do Barroco europeu, como Bach, Handel, Vivaldi, Scarlatti e Couperin.
Depois da apresentação de Zarabanda, será a vez do concerto do Bumba Ópera. Amanhã, a programação será em Rosário, com ações pedagógicas, às 17h, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, também com Bumba Ópera. De Cuba, o grupo Ars Longa se apresentará às 19h, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, seguido do Bumba Ópera, às 20h.
Alcântara - Sábado, o festival estará em Alcântara e a programação terá início às 15h, com ação pedagógica conduzida pelo grupo Ars Longa, no Museu Histórico da cidade. O conjunto de música antiga foi criado por Teresa Paz e Aland López em 1994 e desde 1995 pertence ao Escritório do Historiador da Cidade de Havana.
Composto por músicos graduados em conservatórios de Havana e do Instituto Superior de Arte, o conjunto dedicou-se ao estudo e pesquisa de diferentes períodos e estilos musicais, da Idade Média ao Barroco. No repertório, destaque para a música do período dos vice-reinados na América e, a partir da pesquisa do mais antigo legado musical cubano, aborda a interpretação e registro de versões históricas da obra de Esteban Salas (Cuba, 1725-1803), maestro de Capela da Catedral de Santiago de Cuba, entre 1764 e 1803. Tem oferecido concertos nas mais prestigiadas salas do país e apresentações em festivais e eventos nacionais e internacionais.
O grupo Paraguay Barroco (Paraguai), por sua vez, entrará em cena às 17h, também para uma ação pedagógica no mesmo espaço. Os músicos aperfeiçoaram-se na França, Paraguai e Peru, realizando numerosas turnês e tornando-se embaixadores culturais do Paraguai no mundo. O cerimonial de abertura do evento em Alcântara será às 18h, na Igreja do Carmo. Depois, serão realizados concertos dos grupos Ars Longa, às 19h, e Paraguay Barroco, às 20h.
A programação se estenderá até o dia 22, em São Luís, onde estão previstas ações na Penitenciária de Pedrinhas e na Casa de Apoio do Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello (Hospital Aldenora Bello). Segundo Bernard Vassas, diretor do festival, a programação deste ano está ainda maior.
“O festival é uma forma que encontramos de aproximar o público das raízes da música barroca, trazendo grupos de alto gabarito e agregando valores sociais e culturais a partir das ações pedagógicas e dos concertos. Esperamos que o público prestigie as ações nas cidades envolvidas e se deixem invadir pela sonoridade e levada da música do tempo das missões jesuítas”, disse Bernard Vassas.
SERVIÇO
O quê
Início da programação do Festival de Música Barroca de Alcântara
Quando
Hoje, às 16h
Onde
Escola municipal Raimundo Aquino Macêdo, em Bacabeira
Entrada franca



0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!