De virada, Sampaio vence o Sport no Castelão com dois gols de Robert
Tecnologia do Blogger.

De virada, Sampaio vence o Sport no Castelão com dois gols de Robert



GUSTAVO ARRUDA / IMIRANTE.COM
 04/02/2015
O Tricolor passou sufoco, mas brilhou na etapa final e bateu o Leão.
SÃO LUÍS – Era o primeiro jogo da história do futebol maranhense na história da Copa do Nordeste, diante do atual campeão da competição e única equipe da região a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. Uma missão e tanto para o Sampaio Corrêa, que sentiu a pressão no primeiro tempo e saiu atrás no marcador, mas mostrou força na etapa final e aproveitou o apoio da torcida para bater o Sport por 3 a 2, na noite desta quarta-feira (4), no Estádio Castelão.
Aproveitando o primeiro tempo tímido do Sampaio, o Sport abriu o placar no Castelão, com o volante maranhense Rithely desviando cobrança de escanteio e marcando o primeiro gol do Leão na Copa do Nordeste. No segundo tempo, a Bolívia Querida voltou melhor e precisou de apenas dois minutos para virar, com gols do zagueiro Edvânio e do meia-atacante Válber. Grande reforço do Sampaio para a temporada, o atacante Robert marcou o seu primeiro gol com a camisa tricolor aos 43 minutos. Nos acréscimos, Régis descontou para o Sport.

Com a vitória diante de sua torcida e o empate entre Socorrense e Coruripe, na outra partida do grupo B, o Sampaio Corrêa termina a rodada de abertura da Copa do Nordeste na primeira posição de sua chave. O Sport, único a não pontuar, dorme na última colocação. Apenas o primeiro colocado de cada um dos seis grupos do Nordestão tem vaga garantida nas quartas de final.
Pela Copa do Nordeste, o Sampaio Corrêa volta a jogar na próxima quinta-feira (12), quando enfrenta o Socorrense (SE), no Estádio Presidente Médici, enquanto o Sport recebe o Coruripe, na quarta-feira (11), na Ilha do Retiro. Antes disso, as duas equipes atuarão por seus respectivos Estaduais, com a Bolívia Querida duela com o Balsas no Castelão e o Leão encarando o rival Náutico, na Arena Pernambuco.
O jogo
Principais candidatos ao primeiro lugar da chave e sabendo da importância do confronto direto, Sampaio Corrêa e Sport começaram bem o jogo e foram ao ataque, em busca do primeiro gol. Destaque do Leão, Diego Souza obrigou Dida a fazer uma grande defesa logo aos quatro minutos, mas Gil Mineiro não demorou a responder pelo Sampaio, em cobrança de falta espalmada por Magrão.
Com o ritmo intenso nos primeiros minutos, o placar não demorou a ser aberto no Castelão: aos 14 minutos, Danilo cobrou escanteio e Rithely aproveitou a indecisão da defesa do Sampaio para marcar o primeiro gol do Sport na Copa do Nordeste. Depois do gol, a equipe pernambucana passou a controlar as ações e só voltou a arriscar aos 27 minutos, com Joelinton, que chutou fraco, nas mãos de Dida.
Mesmo com a marcação avançada e a posse de bola, o Sampaio continuava pecando nas tentativas de empatar o jogo, fazendo com que o Sport apenas administrasse o resultado e atacasse pouco. Em um desses lances, o Rubro-Negro assustou: aos 34 minutos, Diego Souza fez grande jogada individual e rolou para Joelinton, que perdeu o gol. Já nos acréscimos, Mimica tentou empatar pelo Sampaio, após cobrança de falta de Gil Mineiro, mas não chegou a assustar Magrão.
Virada, fim de jejum e vitória

Insatisfeito com o rendimento ofensivo na primeira etapa, Oliveira Canindé colocou o meia Cleitinho e sacou o jovem Belfort. Apesar da iniciativa tricolor, o Sport teve a primeira oportunidade: Diego Souza, livre, arriscou de fora da área e passou perto do ângulo direito de Dida. O susto serviu para acordar o Sampaio, que passou a pressionar os pernambucanos e foi premiado aos 13 minutos: após bate-rebate na grande área, o zagueiro Edvânio aproveitou e deixou tudo igual. Dois minutos depois, em um contragolpe, Daniel Damião fez um cruzamento perfeito para Válber, que bateu de primeira e marcou um belo gol, para virar o placar.
Sentindo o momento favorável e diante de um Sport que saía mais para o jogo, o Sampaio não tirou o pé e chegou perto do terceiro gol aos 18 minutos, mas Magrão saiu do gol e impediu que Válber ampliasse a vantagem. Referência no ataque tricolor, Robert se desvencilhou na marcação e teve uma grande chance aos 26 minutos, mas Ewerton Páscoa travou a tentativa.
Na reta final de partida, o Sport voltou a assustar a defesa tricolor: Élber, aos 32 minutos, recebeu cruzamento e cabeceou livre, mas para fora. Foi o último lance de perigo dos pernambucanos, que esbarraram na forte marcação do Sampaio. Com o domínio do jogo e a defesa protegida, faltava definir a vitória: aos 43 minutos, Robert recebeu na entrada da área, bateu de perna esquerda e garantiu a festa da torcida tricolor. Régis ainda descontou para o Sport, nos acréscimos, mas já era tarde e a vitória do Sampaio já estava definida.
FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA: Dida; Daniel Damião, Mimica, Edvânio e Willian Simões (Arlindo Maracanã); Robson Simplício, Curuca (Dudu), Gil Mineiro e Válber; Belfort (Cleitinho) e Robert. T: Oliveira Canindé

SPORT: Magrão; Alex Silva (Vitor), Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely (Régis), Rodrigo Mancha, Danilo e Diego Souza; Joelinton (Samuel) e Élber. T: Eduardo Baptista


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!