Folia marca fim de semana em São Luís
Tecnologia do Blogger.

Folia marca fim de semana em São Luís

Folia na Praça  dos Catraieiros
Cidades - Jornal O Estado do MA - 13 de fevereiro
Programação ocorreu principalmente na Praia Grande e na Madre Deus, com manifestações culturais nas ruas e em palcos armados pelo poder público; Bloco da Imprensa apresentou ao público a rica diversidade cultural.

O fim de semana foi de pré-Carnaval mais uma vez em São Luís. A cidade, que já está no clima do reinado de Momo, experimentou um sábado e um domingo regados a muita festa popular, com programações, principalmente, na Praia Grande e na Madre Deus. Nesse segundo, a alegria dos moradores e pessoas de outros bairros deu o tom.


Na Praia Grande, profissionais de televisão, jornal, rádio e internet foram os anfitriões do Bloco da Imprensa, que fez sua segunda concentração na Praça dos Catraieiros. No comando musical estavam as bandas Bandida e Confraria do Copo, além da Turma do Quinto, As Brasileirinhas, Os Foliões e Pirata da Ilha. Considerado uma das tradições na capital maranhense, o Bloco da Imprensa apresentou ao público a rica diversidade cultural do Carnaval, com marchas, sambas enredos, pagode e sambas temas de blocos tradicionais.

O cordão carnavalesco da comunicação comemora em 2017 sua 19ª edição e apresenta aos foliões o tema “Lava Jato da Imprensa”. “Este ano ainda realizaremos o ‘Baile da Imprensa’, dia 16 de fevereiro, às 20h, na Casa do Maranhão, na Praia Grande, e convidamos a todos os colegas e convidados para participar”, disse o jornalista Joel Jacinto, um dos organizadores do bloco.
Festa popular
Na Madre Deus, a folia marcou presença na Praça da Saudade e no Largo do Caroçudo. Bloco Os Vagabundos do Jegue, Bicho Terra, Conjunto Madrilenus, Escola Favela do Samba, entre muitos outros grupos carnavalescos se apresentaram no segundo fim de semana de pré-Carnaval de Rua da Madre Deus. No sábado, a programação começou com a Banda Afro Akomabu, Bloco Organizado Canto Kente, Corso da Melhor Idade, Escola Favela do Samba, Bloco Organizado Cobra das Estrelas, Bloco Tradicional Os Foliões e Bloco Alternativo Vagabundos do Jegue. Um palco armado próximo à Casa Barrica foi o ponto de encontro dos foliões.

O afro Akomabu começou cedo sua apresentação, por volta das 15h, e mesmo com pouca gente, não perdeu o ritmo e a animação. A batida forte da banda conseguiu prender a atenção de quem chegou cedo. O bloco, ligado ao Centro de Cultura Negra do Maranhão, será o homenageado deste ano pela escola de samba Turma do Quinto e a comunidade negra está toda mobilizada. “É uma batida gostosa de ouvir e contagiante, que se parece muito com as propostas da Bahia”, disse Janaína Ribeiro, que acompanhou a festa em uma das mesas dos bares localizados na área.

Ontem, foi a vez do Bloco Alternativo Tôa Tôa, Bloco Alternativo Os Banguelas, Bicho Terra, Bloco Alternativo C. de Asa, Turma de Samba Ritmistas Unidos da Madre Deus, Escola de Samba Turma do Quinto, Bloco Tradicional Os Originais do Ritmo e Conjunto Madrilenus, que encerrou a festa. O C. de Asa, por exemplo, fez sua concentração na Vila Passos e de lá saiu em batucada até a Madre Deus.

SAIBA MAIS
O pré-Carnaval de Rua da Madre Deus reúne escolas de samba, blocos tradicionais, alternativos e organizados, tribos de índio, tambor de crioula, grupos de samba e pagode.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!