DIA DO CAÇADOR - Os Foliões bota o Bloco da rua neste domingo (08)
Tecnologia do Blogger.

DIA DO CAÇADOR - Os Foliões bota o Bloco da rua neste domingo (08)




 “Vista a sua fantasia de super-herói e vamos salvar o carnaval de São Luís.” Com esse lema, o Bloco Os Foliões dá o seu grito oficial de carnaval em 2017 nesse domingo, dia 8, em mais uma edição do Dia do Caçador, como ficou conhecida a primeira saída de rua do mais festejado e premiado bloco tradicional da cidade.~


 Trata-se de uma humorada crítica quanto ao descaso do poder público e empresas privadas para com a cultura maranhense nos últimos anos, além de dar um status de heroísmo aos bravos guerreiros, os artistas que lutam pelos nossos movimentos, manifestações e eventos populares.


A idéia é realizar novamente um grande baile a fantasia pelas ruas do Centro, onde o que valem são a imaginação e a criatividade. Cada um tem a liberdade de escolher seu personagem, a sua caracterização, e cair na folia, acompanhando o bloco pelas ruas do Centro, Lira, Belira, Codozinho e Madre Deus.

O objetivo é  justamente colorir as ruas com os mais inusitados super-heróis da folia que aparecerem, sem esquecer o grande herói do carnaval de São Luís: o Super-fofão. Serve, também, de crítica bem humorada ao descaso registrado nos últimos anos à cultura popular, em especial ao carnaval e São João.
As canções serão embaladas pela dupla oficial e cantores do bloco, Jotha Junior e Coracinha, além dos músicos Gigi Moreira e Clayton . Além de convidados bastante especiais que subirão no Trio Folia para dar uma palhinha, a maioria pertencente ao universo do carnaval maranhense, como os cantores e compositores Gilvan Mocidade e Wallace Godinho, que também assinam o samba 2017 do bloco.

O bloco Os Folioes foi fundado em maio de 1976, tendo sua primeira saída de rua registrada em 1977. Desde então, saiu sempre na primeira ou segunda semana de janeiro, batucando pelas ruas e ladeiras da cidade. A partir dos anos  90, passou a concentrar suas saídas no segundo domingo de janeiro, data que ficou conhecida como “Dia do caçador”, pois o bloco parte em busca de novas emoções, de novas aventuras , alegrias e folias, procurando o carnaval. O responsável pelo “batismo” da data foi o mesmo que idealizou, criou e  deu nome ao bloco, o saudoso professor , artesão e compositor  Walmir Moraes Corrêa, reconhecido como mestre da cultura popular tanto no âmbito regional quanto nacional e internacional, agraciado como o mais premiado dirigente carnavalesco do Maranhão.  A data de seu nascimento, 8 de maio, foi reconhecida como Dia Municipal do Bloco Tradicional.

Outra marca do Dia do Caçador é a presença de integrantes de outros blocos, que podem entrar nas fileiras dos Foliões e brincar e tocar. Basta colocar a fantasia que quiser e cair na folia.

HOMENAGENS

Na programação do cortejo desse ano, haverá homenagens especiais a personalidades de destaque nos cenários das artes, esportes e comunicação. Serão homenageados o secretário estadual de Cultura e Turismo, Diego Galdino; a dupla protagonista do filme Muleque Té Doido (Maria Itskovich e Erlanes Duarte, sendo ele também o produtor e idealizador do projeto); a atleta olímpica Iziane Castro (integrante da Seleção Brasileira de basquete e do Sampaio Corrêa,  atual campeão nacional); a jornalista Bruna Castello Branco (Jornal O Estado do Maranhão);  os radialistas José Raimundo Rodrigues (padrinho do bloco desde 1985), Helena Leite e Joel Jacinto (Rádio Difusora AM); o produtor cultural José Pereira Godão (líder da Companhia Barrica); Ivaldo Brasa (presidente da Associação Maranhense de Blocos Tradicionais)  e o secretário municipal de Infra-estrutura da Paço do Lumiar, Pádua Nazareno.

Durante o ano, serão homenageadas outras personalidades que atuaram de forma marcante na história de quatro décadas do Bloco Os Foliões. Um dos agraciados será o enxadrista campeão mundial Rafael Leitão, que já confirmou sua participação no desfile de passarela.

XEQUE-MATE

O evento também marca o lançamento do samba oficial do bloco, que faz uma viagem pelo universo do xadrez em forma de poema de amor. Os Foliões fará uma viagem pelo universo do xadrez, contando uma linda história de amor. O folião apaixonado participará da grande batalha da folia, no tabuleiro da ilusão, para se tornar rei e conquistar o coração da rainha encantada.
O xadrez é um jogo fascinante, que se une paixão, estratégia, sonho, matemática, criatividade,  doação. No tabuleiro, os personagens da corte se dispõem em uma batalha de movimentos e magia, buscando conquistar o reino adversário. Cada personagem possui seu espaço, sua função, seu movimento, como na vida. Mas, ao final do jogo, todos voltam para a mesma caixa.

PROJETOS

Outros projetos do bloco para 2017: atividades do ponto de cultura Bordados e Encantarias, Força e Tradição do Maranhão;  pontinho de cultura Foliões Mirins e ponto de leitura Histórias de Minha Terra.  Oficinas e cursos durante o ano. Atividades no interior do Estado e fora dele.  Espetáculo Folias Juninas.  Raízes de Portugal.  Trabalhos do ateliê de corte e costura.  Reisado Folias de Natal. Lançamento das primeiras publicações literárias do Bloco Os Foliões.  Trabalhos do elenco de teatro, na montagem da Via Sacra de São Pantaleão e outros.


Para 2017, são anunciados novas ações e projetos do ponto de cultura Bordados e Encantarias, Força e Tradição do Maranhão; do pontinho de cultura Foliões Mirins e do ponto de leitura Histórias de Minha Terra. Bem como montagens do elenco de teatro (entre eles, a Via Sacra de São Pantaleão e trabalhos em escolas, comunidades e feiras do Livro de São Luís), lançamentos literários, hora do conto, encontros culturais, ensaios itinerantes, exposições, espetáculos Folias Juninas e Raízes de Portugal e Reisado Folias de Natal. Além de valiosa  parceria com o Ceuma e o projeto Muleque Té Doido?, do qual inclusive a Raízes de Portugal integrou em 2016.


Títulos: 11 de passarela, 22 Troféus Imprensa – Júri Popular e mais de 60 premiações em eventos culturais pelo Brasil e exterior, inclusive do Governo brasileiro.
Primeiro bloco tradicional a lançar discos e vídeos, apresentar-se fora do período carnavalesco, realizar projetos, apresentar-se fora do Maranhão e o único a se apresentar no exterior, com festivais na França, Bélgica, USA e Canadá, além de exposições em Portugal, Espanha, República Tcheca, Finlândia, Argentina, Peru e Bolívia.

Na forma, dois novos CDS de carnaval, um junino e um natalino, além de um projeto para a BBC de Londres. 

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!