Documentário sobre Aldo Leite recorre ao financiamento coletivo
Tecnologia do Blogger.

Documentário sobre Aldo Leite recorre ao financiamento coletivo

Documentário fala sobre a vida e obra do teatrólogo maranhense.
SÃO LUÍS - Com direção de Inaldo Lisboa, o documentário No Palco com Aldo Leite, produção que narra sobre a vida e obra do teatrólogo maranhense Aldo Leite (que faleceu no último sábado, aos 75 anos), ganhou campanha de financiamento coletivo pelo Catarse.


A campanha, que prevê o lançamento do documentário para 2017, necessita de R$ 20.000 para seu lançamento, que envolve captação de imagens e som (R$ 8.000), despesas de produção e logística (R$ 3.000), edição, montagem e mixagem de som (R$ 3.500), autoração e prensagem de DVD (R$ 4.600), e arte gráfica, design e produção de material gráfico (R$ 900).

O documentário foi gravado em São Luís, com roteiro e direção de Inaldo Lisboa, com produção assinada pela SYNC Cultural. O filme reúne um grupo de artistas, amigos próximos e parceiros de palco do teatrólogo maranhense, que compartilharam histórias vivenciadas nos bastidores e no movimento teatral.
Entre os nomes, estão Lúcia Nascimento, José Ignácio, Tácito Borralho, Domingos Tourinho, Nerine Lobão, Zelinda Lima, entre outros.
Com recompensas de DVDs, crédito no documentário, entre outras, a campanha ainda não tem data limite para apoio. Para ajudar o projeto, clique aqui e saiba como participar.
Aldo Leite
Filho da baixada maranhense, da cidade de Penalva, Aldo Leite veio para São Luís ainda adolescente. Na capital, foi pupilo de Ubiratan Teixeira e Reynaldo Faray. Lapidado o talento inato, se tornou um dos responsáveis pela inserção do Maranhão no movimento teatral brasileiro nos anos setenta e oitenta.
Aldo Leite teve importantes participações no cinema nacional, como em Carlota Joaquina: princesa da Brasil, de Carla Camurati, e em O Dono do Mar e Chatô: Rei do Brasil. Foto: Divulgação

O artista teve sua carreira marcada por grande qualidade artística, cuidadoso acabamento cênico e muito profissionalismo com o fazer teatral.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!