Exposição “Olhares”, realizada por alunas do Curso de Comunicação Social da UFMA
Tecnologia do Blogger.

Exposição “Olhares”, realizada por alunas do Curso de Comunicação Social da UFMA


Poesia e múltiplos olhares sobre a nudez. Essa é a matéria-prima da obra coletiva originada a partir de duas pesquisas científicas, realizadas pelo Laboratório de Fotografia do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a exposição “Olhares” será aberta nesta segunda-feira, 3, às 19h30, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande). O público poderá conferir os trabalhos de 4 a 14 deste mês, sempre das 9h às 20h. “Corpo Nu: Ensaio Fotográfico como Arte” e “Phoetry: da poesia à fotografia” reúnem, juntas, 23 fotografias, sendo 18 do primeiro e 5 do segundo.

O trabalho referente ao primeiro, “Corpo Nu: Ensaio Fotográfico como Arte”, contou com a participação de Áurea Costa, Aline Azoubel, Tâmara Cantanhêde e Thaís Torres. O outro é assinado por Áurea Costa, Letícia Mourão e Thaísa Viegas. As pesquisas são distintas e foram produzidas em épocas diferentes, segundo Áurea Costa, que é fotógrafa, publicitária e coordenadora do Laboratório de Fotografia do Curso de Comunicação da UFMA.
“Nossa intenção é desmitificar que o nu humano é ou sempre será erotizado ou pornográfico. Ao contrário, pode ser analisado ou trabalhado em qualquer meio artístico, em específico na fotografia, como uma obra de arte, tendo elementos das linhas e curvas naturais do corpo”, frisou.
A pesquisa foi iniciada em 2014 e durou, aproximadamente, oito meses com leituras de periódicos, análises de obras no formato de esculturas gregas e romanas, pintores da era clássica, estudo das linhas corporais, ensaios fotográficos da era pictórica e contemporâneo. “Como primeiro local de publicação idealizamos concorrer em um edital em um concurso de comunicação social, mas a pesquisa científica não foi aceita. O segundo local para publicação, que foi aceito em 2015, foi a revista científica Cambiassu, do Curso de Comunicação Social, coordenada pelos professores Larissa Leda e Carlos Augustinho”, lembrou Áurea Costa.
Exposição
Este ano, o grupo sentiu a necessidade de transformar a pesquisa em uma exposição fotográfica aberta ao público. A ideia é que as pessoas que não tiveram acesso à leitura e análise da obra, no formato de pesquisa científica, possam analisar as imagens e refletir sobre o fato de que o nu é uma obra artística e não algo estigmatizado, erotizado ou pornográfico. Para o trabalho, foi convidado o ator, modelo e bailarino Luciano Teixeira.
“Não foi marca registrada do ensaio a captação de uma luz perfeita no estudo montado no laboratório de fotografia, mas sim uma expressão corporal desnuda, porém bela, e que retirasse a percepção carregada de pornografia e erotização. Transformando-a, assim, numa imagem fotografia artística e admirável”, explicou Áurea Costa.
Letícia Mourão, a respeito de “Phoetry: da poesia à fotografia”, disse esperar que as pessoas que olharem o trabalho se sintam sensibilizadas e percebam que a poesia e a fotografia podem ser vistas juntas. “O objetivo é personificar a poesia de Cecilia Meireles, chamada ‘Canção da Menina Antiga’. Uma ligação da arte poética com a fotografia. Você não imagina apenas a poesia, pode-se, a partir das fotografias simbolistas, ter uma interpretação, de muitas que as pessoas têm após uma leitura”, disse.
As participantes do trabalho esperam que os apreciadores reflitam sobre o fazer poético e as imagens que podem ser criadas no imaginário. “Que se permitam, por meio da sensibilidade, observar a fotografia simbolista, e com isso, queremos estimular o conhecimento, a leitura e a compreensão da poesia, assim como a produção artística fotográfica”, finalizou Letícia Mourão.
Serviço
O quê
Exposição “Olhares”
Quando
Abertura nesta segunda-feira (3) e para visitação, de 4 até 14 de outubro
Onde
Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande)
Entrada franca


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!