Os campeões que ganharam moral com Tite
Tecnologia do Blogger.

Os campeões que ganharam moral com Tite

Jogadores do Brasil conquistam a medalha de ouro após vencerem a Alemanha

Redação - VEJA 

Sucesso na Rio-2016 dá esperanças a jovens atletas para a sequência do trabalho na seleção brasileira adulta que busca classificação para a Copa da Rússia

O inédito título olímpico conquistado neste sábado diante da Alemanha representa uma esperança de renovação na seleção brasileira. O técnico Tite acompanhou toda a campanha e chegou a auxiliar Rogério Micale na Granja Comary. O treinador da equipe adulta evitou nomear quais atletas olímpicos mais o impressionaram, mas é bastante provável que alguns deles recebam chances durante as Eliminatórias para a Copa de 2018. Talvez já na primeira lista do novo comandante, que será divulgada nesta segunda-feira, para os jogos contra Equador e Colômbia, em setembro.

Durante seus tempos de Corinthians, Tite chegou a ser criticado por apostar pouco nos atletas da base. E a situação da seleção também não é favorável: o Brasil ocupa o sexto lugar das Eliminatórias, posição que o deixaria fora da Copa, e aumenta a pressão sobre os atletas. No entanto, os Jogos da Rio-2016 mostraram alguns atletas prontos, além, claro, do craque Neymar.
1 - MARQUINHOS 
O caso do zagueiro de 22 anos é o mais curioso. O jogador do Paris Saint-Germain é nome praticamente certo na equipe adulta, ainda mais depois de uma Olimpíada irretocável. O chamado marcaria o reencontro de Marquinhos com Tite. Em 2012, o jogador formado no Corinthians disputou algumas partidas pela equipe que se sagraria campeã mundial, mas logo foi vendido para a Roma, aos 18 anos. Segundo o ex-presidente do clube, Mário Gobbi, Tite e sua comissão técnica consideravam Marquinhos um jogador baixo (tem 1.83 m) e franzino e que deveria jogar na lateral e não na zaga. Sem chances na equipe titular, foi vendido e, um ano depois, já passou a ser cobiçado pelo Barcelona. Aos 22 anos e respeitado na Europa, deve receber nova oportunidade de Tite. Jogador de características semelhantes, seu parceiro Rodrigo Caio também se destacou e tem esperanças de ser chamado.
2 - RENATO AUGUSTO 
A reviravolta de Renato Augusto na Rio-2016 aumenta ainda mais a chance de o jogador de 28 anos ser novamente convocado, apesar de estar jogando na China. O meio-campista foi convocado às pressas, na vaga do cortado Douglas Costa, e, após um início cambaleante – foi vaiado nas duas primeiras partidas – se firmou na equipe e demonstrou liderança, se tornando quase um capitão sem braçadeira. Sua boa relação com o treinador também ajuda: Renato e Tite conquistaram três títulos juntos pelo Corinthians, entre 2013 e 2015, e sempre elogiaram um ao outro. Pesa contra o fato de estar atuando em uma liga pouco desenvolvida. Recentemente, Matheus Bachi, filho e auxiliar de Tite, foi à China para analisar os atletas brasileiros.
3 - WALLACE 
O volante do Grêmio passou de reserva a um dos heróis da conquista da Rio-2016. Jogador alto, de bom poder de marcação e bom passe, deu sustentação à equipe e ganhou a posição de Thiago Maia, que também fazia boa competição. A posição de volante é bastante apreciada por Tite (que foi um meio-campista mediano antes de se aposentar precocemente). Sob sua batuta, jogadores como Paulinho, Elias, Jucilei, entre outros, se destacaram e até chegaram à seleção. Walace, portanto, aparece como uma boa alternativa para o setor, que deve ter Casemiro como nome certo.
4 -  LUAN 
Assim como o companheiro de Grêmio Walace, Luan mudou a cara do time na Rio-2016. Jogando mais recuado que de costume (como um falso meia), foi fundamental na conquista com atuações decisivas contra Dinamarca, Colômbia e Honduras. Aos 23 anos, deve ser vendido ao futebol europeu em breve. E aparece como boa opção de futuro para Tite.
5 - GABRIÉIS - DE JESUS e BARBOSA
Gabriel Jesus e Gabriel Barbosa também se destacaram na Rio-2016, têm experiência nas categorias de base e sonham com o chamado da equipe principal. Tite já declarou sua admiração pelo atacante do Palmeiras. Recentemente, após acompanhar uma partida do Brasileirão, o treinador disse que Gabriel Jesus é “um jogador de verdade.” O atleta de 19 anos também é constantemente elogiado por Rogerio Micale, com quem Tite mantém ótimo relacionamento, e, após um começo cambaleante, terminou a Rio-2016 em alta. Gabigol, por sua vez, já foi chamado por Dunga para a Copa América Centenário e tem três anos experiência como profissional. A juventude, porém, ainda pode pesar contra os dois. É possível que, em um primeiro momento, Tite dê preferência a jogadores mais experientes como Douglas Costa e Roberto Firmino. 
6 - WEVERTON
A vaga de goleiro segue aberta na seleção, sobretudo após a saída de Dunga, que vinha bancando Alisson. Apesar de pouco badalado – seu chamado para o lugar de Fernando Prass, cortado, chegou a ser surpreendente –, Weverton, do Atlético-PR não levou nenhum gol durante a competição e também já foi elogiado publicamente por Tite. Dificilmente seria titular da equipe – Daniel Alves e Alisson tem a preferência –, mas poderia pintar como opção.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!