Exposição sobre os 100 anos do samba, na Avenida Paulista
Tecnologia do Blogger.

Exposição sobre os 100 anos do samba, na Avenida Paulista



 “Quem não gosta de samba, bom sujeito não é”, já diz um trecho de uma das composições mais célebres de Dorival Caymmi, em Samba da Minha Terra. Pensando nessa paixão nacional e enaltecendo o centenário do ritmo tão brasileiro, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) promoveu a a exposição fotográfica “Os Trabalhadores e os 100 anos do Samba”, que ficará em cartaz na Avenida Paulista, um dos principais cartões postais da cidade de São Paulo, desde último domingo, dia 1º de maio, como parte da comemoração do Dia Internacional do Trabalho. 


São 30 painéis de 4 metros de altura com fotografias de grandes expoentes do samba e de momentos históricos em que o ritmo contribuiu de forma decisiva para traçar novos caminhos para o trabalhador brasileiro. Também como parte da programação das comemorações será realizado o seminário com o tema O Papel dos Trabalhadores em Tempos de Crise.

A exposição à céu aberto, uma das maiores do mundo, é retratar não só o samba em si, mas de encontros do ritmo com os trabalhadores. “O samba não é só uma manifestação cultural, mas também um símbolo de luta e inclusão social. Pensamos em uma exposição em que o trabalhador se visse parte dela, se identificasse. Vários sambistas, antes de tudo, em sua maioria, eram trabalhadores: Cartola trabalhou como lavador de carros, Adoniran foi entregador de marmitas, Paulinho da Viola teve emprego como bancário, e por aí vai. E o palco de tudo isso será, mais uma vez, a Avenida Paulista”, explicou o presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e da União geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah.

Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini, Cartola, Dona Ivone Lara, Ataulfo Alves, Paulinho da Viola, Aracy de Almeida, entre outros, são apenas alguns nomes que irão fazer parte da exposição. A pesquisa para a exposição ficou a cargo do jornalista Celso de Campos Jr – autor da biografia de Adoniran Barbosa – e a seleção de fotos da DOC Galeria, escritório de fotografia, dos sócios Fernando Costa Netto e Mônica Maia. “Tentamos selecionar representantes das várias fases e décadas deste primeiro centenário do samba. E também de lugares: embora o ritmo tenha se popularizado e ganhado o mundo a partir do Rio de Janeiro, buscamos bambas de outras partes do Brasil que representaram o gênero com a mesma maestria. Palco da exposição, São Paulo, por exemplo, está representada por Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini e Geraldo Filme”, disse André Guimarães, produtor da Maná Produções, idealizadora da exposição. Os 30 painéis serão distribuídos por cerca de 1km da Avenida Paulista. A exposição terá início em frente à Caixa Econômica Federal, próxima a rua Ministro Rocha Azevedo, e se estenderá até ao prédio da Cásper Libero.

Exposição 1º de Maio – Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba
Quando: Começou neste domingo, 1º de maio até o dia 30
Onde: Avenida Paulista – São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!