UFMA comemora o Dia Internacional da Mulher
Tecnologia do Blogger.

UFMA comemora o Dia Internacional da Mulher


Homenagens destacam o protagonismo feminino nos 50 anos da universidade

SÃO LUÍS – Foi com rosas vermelhas que a Universidade Federal do Maranhão homenageou todas as mulheres e, em especial, as mulheres da instituição, na manhã desta terça-feira, 08, Dia Internacional da Mulher. Com o tema “Protagonismo da mulher nos 50 anos da UFMA”, o evento destacou mulheres que ocupam cargos de destaque em São Luís e integrantes da universidade, como pró-reitoras, professoras, alunas, técnicas-administrativas e funcionárias terceirizadas mais antigas na instituição.


Na solenidade de abertura, a UFMA homenageou Eneida Ribeiro, Pró-Reitora de Gestão e Finanças; Isabel Ibarra, Pró-Reitora de Ensino; Elisa Lago, Pró-Reitora de Recursos Humanos; e Dorlene Aquino, Pró-Reitora de Extensão, Cultura e Empreendedorismo, representada pela Diretora do Departamento de Assuntos Culturais - DAC, Fernanda Pinheiro.

Segundo a reitora Nair Portela, o trabalho feminino nunca foi tão representativo quanto é hoje, na UFMA. “Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, no ano que a UFMA faz 50 anos, elegemos o protagonismo da mulher ao longo desse período. Desta forma, a UFMA homenageia o profissionalismo dessas mulheres e as horas de dedicação que fazem a diferença nesta universidade”, parabenizou.

Com 42 anos de docência e ainda na sala de aula, Maria Tereza Cabral Costa Oliveira, do Departamento de Direito, também foi homenageada como a professora há mais tempo em exercício e revelou o segredo de sua vitalidade. “Trocar experiências, participar do convívio que a universidade proporciona e aumentar meu círculo de amizade é o combustível que alimenta o prazer de ser professora da UFMA”, exaltou.

A estudante do curso de Letras, Conceição de Maria Schalcher, 73 anos, a de maior idade entre todas, ficou feliz com o reconhecimento. “Sempre foi um sonho estar numa universidade e espero que eu sirva de exemplo para outras pessoas da minha idade, mas também para os meus dois filhos, que ainda não conseguiram aprovação no ensino superior”, declarou.

As homenagens às mulheres seguiram, ainda, com a apresentação do coral Canto de Luz, da Uniti; sorteios de livros doados pelo Mestrado em Educação do Centro de Ciências Sociais e pela Editora da UFMA (Edufma); apresentações de vídeos sobre as mulheres, no hall do Restaurante Universitário; cuidados de beleza; Oficina de Turbantes; e apresentação do Grupo Matraca, formado por estudantes do curso de medicina. .

Saiba mais

O dia 08 de março passou a ser reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o “Dia Internacional da Mulher” em 1975, para homenagear as mulheres tecelãs, que durante uma reivindicação por melhores condições de trabalho, morreram queimadas em uma fábrica, situada na cidade norte-americana de Nova Iorque.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!