Arrombamentos de lojas na Rua Grande preocupam comerciantes
Tecnologia do Blogger.

Arrombamentos de lojas na Rua Grande preocupam comerciantes

INSEGURANÇA
José Terceiro, diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Luís, faz um alerta para a falta de segurança na região, que também está colaborando para que o público troque o centro comercial pelos shopping centers
Forro de loja na Rua Grande foi retirado por criminosos que invadiram o local durante a madrugada
Forro de loja na Rua Grande foi retirado por criminosos que invadiram o local durante a madrugada (Foto: Flora Dolores)
Uma loja de uma grande rede instalada na Rua Grande foi arrombada durante a madrugada de ontem. Os ladrões fizeram um buraco no telhado e forro para entrar no estabelecimento e levaram 10 telefones celulares. A loja já tinha sido arrombada no mês de junho e voltou a ser alvo de bandidos ontem. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Luís, casos como esse são recorrentes na região do Centro e a falta de policiamento preocupa, pois também influencia no movimento de consumidores.

O arrombamento da loja aconteceu por volta das 2h, segundo o gerente da loja, Rodrigo Brito. Os ladrões destruíram parte do teto para entrar e levaram alguns dos aparelhos mais caros da loja. O estabelecimento tem câmeras e sistema de monitoramento remoto. A empresa responsável flagrou a situação, mas os bandidos conseguiram fugir.


Situação semelhante ocorreu na mesma loja no início de junho. Mas, os bandidos fugiram assim que o alarme disparou, antes mesmo de conseguirem levar algum produto. Dessa vez, restou o prejuízo dos aparelhos levados (o valor não foi divulgado pelo gerente) e do conserto que terá de ser feito na cobertura do prédio.


Preocupação - Arrombamentos são frequentes na Rua Grande e imediações, de acordo com José Terceiro, diretor da CDL de São Luís. "Esse foi mais um caso ocorrido na Rua Grande. Uma grande loja passou por esse processo durante um fim de semana há pouco tempo. Os ladrões abriram o portão de rolo. Eles já fizeram várias invasões pelo teto também. Isso é um fato constante na área central, tendo em vista que não se tem um efetivo para estar fazendo ronda na região", disse.
Os lojistas estão adotando câmeras, monitoramento eletrônico, seguranças internos para a noite. Esse é um custo maior para o lojista para manter seu patrimônio livre de arrombamentos

"José Terceiro, diretor da CDL de São Luís

Apesar das medidas de segurança adotadas pelos próprios lojistas, instalação de câmeras, alarmes, monitoramento eletrônico, seguranças internos no período da noite, a ação dos bandidos continua. "Esse é um custo maior para o lojista tentar manter seu patrimônio livre de arrombamentos. Os comerciantes menores, que pagam um aluguel mais custoso, não têm condições de arcar com mais essas despesas. Mas, na medida do possível, têm contratado a segurança eletrônica para resguardar seus estabelecimentos", afirmou o diretor da CDL.
Ainda de acordo com José Terceiro, existe sempre a preocupação da CDL de buscar mais segurança, não apenas para o lojista, mas para a população em geral, que também reclama muito porque fica à mercê da sorte e proteção particular eletrônica das lojas. O resultado disso é que está sendo percebida uma queda no movimento de consumidores.
Queda de consumo - Até no dia a dia, as pesquisas já mostram a fuga da população dos grandes centros comerciais para os shoppings, tendo em vista também esse aspecto da segurança.
Até o começo do ano passado, a preferência de compra era do grande centro comercial. Mas veio caindo e o shopping já chega a 57%, enquanto os grandes centros estão em cerca de 38%. "Há uma percepção grande da população de que o Centro está inseguro", pontuou o diretor da CDL.

O Estado entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão para obter informações sobre o policiamento na Rua Grande e no Centro, mas não teve retorno até o fechamento desta página.
SAIBA MAIS
Há pouco mais de um ano, uma loja de outra rede, localizada na Rua Grande, foi assaltada. Toda a ação aconteceu por volta das 18h40, quando dois homens fortemente armados entraram na loja, renderam funcionários e gerentes e levaram R$ 287 mil que estavam no cofre. Os dois fugiram deixando funcionários trancados na área do cofre.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!