Programação do Palco Giratório chega ao Maranhão com espetáculos a partir de amanhã em Caxias e São Luís · .
Tecnologia do Blogger.

Programação do Palco Giratório chega ao Maranhão com espetáculos a partir de amanhã em Caxias e São Luís · .

24.04.15 - Alternativo -Jornal O Estado do Maranhão 

·         .
 Tornar o inviável, viável. Romper com as limitações e fazer do impossível, possível. Essa é a tônica da 18ª edição do Palco Giratório, que inicia a programação na capital maranhense, por meio do espetáculo Proibido Elefantes, da Companhia Gira Dança/RN. Ele será apresentado amanhã, às 19h, no Teatro Alcione Nazaré. No domingo, 26, no mesmo horário e local, o grupo maranhense Teatrodança encenará a montagem Flores, como convidada especial do evento. Em Caxias, será apresentado amanhã, às 19h30, na Sala de Cultura Martinha Cruz, o espetáculo Antes da Chuva, da Cia Cortejo (RJ)

No palco, os bailarinos Álvaro Dantas, Jania Santos, Joselma Soares, Marconi Araújo, Rodrigo Minotti e Rozeane Oliveira apresentam um espetáculo que fala do olhar como via de acesso, porta de entrada e saída de significados. Concebido, coreografado e dirigido por Clébio Oliveira, Proibido Elefantes retrata o modo como se percebe a realidade a partir de um diálogo estabelecido com ela.

Adotando a simbologia de um dos maiores animais do planeta, o elefante, utilizado como principal meio de transporte na Índia, mas que causaria um enorme transtorno em outras localidades, na peça, “proibir elefantes” equivale ao impedimento do olhar que ressalta as limitações e duvida da capacidade do sujeito frente à adversidade.
Com sede em Natal (RN), a Gira Dança foi fundada pelos bailarinos Anderson Leão e Roberto Morais. Sua estreia nacional aconteceu na Mostra Arte, Diversidade e Inclusão Sociocultural, realizada no Rio de Janeiro, em maio de 2005. Desde então, o grupo tem apresentado em palcos de todo o Brasil um trabalho que rompe preconceitos, limites preestabelecidos e cria novas possibilidades dentro da dança contemporânea.
Aliado ao trabalho corpóreo, a companhia usa sua arte para instigar nos espectadores a discussão sobre os limites do corpo, além de desenvolver ações sociais, como a realização de palestras e oficinas, em instituições de ensino e organizações corporativas.
Oficina – A programação inclui, ainda, a oficina Laboratório de Criação em Dança, ministrada por Rozeane Oliveira e Álvaro Dantas, que será realizada no domingo, 26, das 9h às 12h e das 14h às 17h, na Sala de Dança do Teatro Arthur Azevedo.
A oficina, que é gratuita e com vagas limitadas, destina-se a bailarinos e não bailarinos, com ou sem deficiência física. Trata-se de uma proposta de pesquisa que visa à compreensão dos princípios de movimento do corpo.
O objetivo é discutir, problematizar e descobrir como acontece o movimento nesses corpos, a partir do processo criativo do espetáculo Proibido Elefantes, da Cia Gira Dança; concebido, criado e dirigido por Clébio Oliveira e os bailarinos da companhia.
Palco Giratório – No Maranhão, as ações do Palco Giratório se desenvolverão em três etapas, distribuídas nos meses de abril, maio, setembro, outubro e novembro e ocorrerão nas cidades de Caxias, Itapecuru-Mirim, São Luís, Imperatriz e Açailândia com o recebimento de sete grupos artísticos de outros estados e um local.
Serão 15 apresentações de espetáculos, realização de 11 oficinas e um intercâmbio. A grande novidade é a ampliação das ações do projeto no município de Caxias, que receberá pela primeira vez a o projeto, a ser integrado à 3ª Mostra Sesc Caxias de Teatro. Vale destacar que o Maranhão será representado nesta circulação com o espetáculo Divino, do Núcleo Atmosfera. Em 18 anos, é a terceira vez que um grupo local integra o projeto.

Flores será apresentado no domingo, no “Alcione Nazaré”

Convidado da programação do Palco Giratório 2015, o espetáculo Flores, do grupo maranhense Teatrodança será encenado no domingo, às 19h, no Teatro Alcione Nazaré. A peça pesquisa dentro das culturas tradicionais, na arte oriental da ikebana, na poética de Fernando Abreu ou nas expressões populares maranhenses. Os ingressos serão liberados uma hora antes do início da apresentação mediante a troca por 1kg de alimento não-perecível.
Em 50 minutos, citando O Cravo e a Rosa, a canção La Vie en Rose, de Edith Piaf e Louiguy e poemas do livro Aliado Involuntário, de Fernando Abreu, os atores Eline Cunha, Victor Vieira, Júlia Emília e Ângelo Gonzaga buscarão na terra, água, ares e seres humanos duráveis como as flores um renovo para a vida eliminando os preconceitos.
O grupo também participará de um intercâmbio com a Companhia Gira Dança (RN) na segunda-feira, 27, a partir das 14h, na sala de dança do Sesc-Deodoro. O momento, que é aberto ao público, servirá para troca de experiências dos processos artísticos dos respectivos grupos.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!