Negro Cosmo será incluído na galeria dos heróis maranhenses
Tecnologia do Blogger.

Negro Cosmo será incluído na galeria dos heróis maranhenses



 
Negro Cosmo será incluído na galeria dos heróis maranhensesO planejamento da proposta de reconhecimento e inclusão de Cosmo Bento das Chagas, o Negro Cosmo, um dos maiores líderes da Guerra da Balaida, ocorrida no Maranhão em meados do século XIX, na galeria dos heróis do povo maranhense foi tema de reunião entre gestores do Governo do Estado e setores da sociedade civil, esta semana, em São Luís.

A proposta da Secretaria de Igualdade Racial é dar mais visibilidade aos ícones da história do movimento negro no Maranhão. O processo iniciado com o Negro Cosmo contemplará outros ícones como Astolfo Marques, um dos fundadores da Academia Maranhense de Letras, no início do século XX.

Para formalizar o projeto será formado um grupo de trabalho composto por diversas secretarias de Estado, entidades e movimentos sociais que vão sugerir outros nomes de figuras importantes que estão esquecidas na história maranhense.

O assunto foi discutido pelo secretário de Igualdade Racial, Gerson Pinheiro, em encontro com o presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), Euges Lima, e o jornalista Manoel dos Santos, além de outros representantes da sociedade civil.

Negro Cosmo

Cosmo Bento das Chagas, conhecido como Negro Cosmo, cearense de Sobral, nascido por volta de 1802, ainda jovem chegou ao Maranhão e tornou-se um dos maiores líderes do movimento dos balaios, quando comandou um grupo de mais de três mil homens. Também fundou um dos maiores quilombos do Maranhão, o de Lagoa Amarela.

Ele foi morto na Vila de Itapecuru, provavelmente em 19 de setembro de 1842. O seu enforcamento seria uma tentativa de dar exemplos a outros negros que pensassem em se rebelar. É considerado, por vários historiadores, como um dos mais valentes homens da história do Maranhão e um símbolo na luta contra a escravidão.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!