Zagueiros Paulo Sergio e Edimar ainda não renovaram com o Sampaio Corrêa
Tecnologia do Blogger.

Zagueiros Paulo Sergio e Edimar ainda não renovaram com o Sampaio Corrêa

Ficou pesado!
Depois de pagar cirurgia de dois zagueiros, Sampaio impõe dedução salarial para renovação de contrato.
07/01/2015 - Esporte - Jornal O Estado do Maranhão 


Paulo Sérgio e um dos zagueiros que o Sampaio ainda não renovou

Com 27 jogadores anunciados como contratados, embora desse total 24 deles tenham se apresentado na segunda-feira, a diretoria do Sampaio Corrêa espera poder contar com os zagueiros Paulo Sérgio e Edimar, que recuperam-se de cirurgia no joelho e só devem voltar a jogar em maio. Entretanto, para a renovação de contrato, os dois jogadores precisam aceitar reduzir seus salários.
Logo no início da entrevista coletiva na qual apresentou o elenco do Sampaio para a temporada 2015, o presidente do clube, Sérgio Frota, confirmou o interesse pelos dois atletas. “São dois jogadores que não têm contrato com o clube, mas nos interessam do ponto de vista técnico. O Paulo Sérgio e o Edimar são dois jogadores que o Sampaio fez a cirurgia [pagou o tratamento] e nos interessam, mas tudo vai depender uma conversa. Nós trabalhamos com cinco zagueiros e só temos quatro”, afirmou.

Entretanto, no final da entrevista, o dirigente disse que a conta de hospital dos dois foi alta e que como eles só devem voltar a jogar em maio será preciso reduzir os salários. “O Edimar, conversei com ele, mas o Paulo Sérgio ainda não conversei, porque ele está viajando. Ninguém vai contratar um jogador que só vai jogar em abril ou maio. O Sampaio bancou a cirurgia deles dois e não foi barato, porque todo o material é importado, mas pagando os salários deles até o fim do contrato e cumprimos todas as obrigações. Eles dois precisam ceder um pouco, porque não dá para pagar o mesmo salário do ano passado para um atleta que só vai jogar em maio”, explicou.
Sérgio Frota lembrou ainda que já viveu este tipo de situação na temporada passada, quando Luiz Otávio aceitou reduzir salários para continuar no Sampaio. “Fizemos o mesmo com o Luiz Otávio, que foi um atleta que se destacou no Campeonato Carioca, mas chegando aqui se machucou. Nós o recuperamos e foi um excelente jogador na Série B. É tudo uma questão de conversa e bom senso, e tenho certeza de que vamos ficar com os dois. O Waldir foi outro caso, porque se machucou durante a competição”, lembrou.
A diretoria do Sampaio apresentou quatro zagueiros para o início de temporada: Mimica e Luiz Otávio, que renovaram contrato, e Leomar e Edivânio, que foram contratados. “O número ideal de zagueiros são cinco. Para começo temos quatro, mas devemos renovar com Paulo Sérgio e Edimar. Ou buscar um atleta para completar a quantidade ideal de zagueiros”, completou.
O zagueiro Alex, que poderia ser o quinto jogador da posição, não renovou com o Sampaio e vai jogar o Paranaense Foz do Iguaçu. “Nós tínhamos interesse nele por ser um jogador formado na nossa base, mas ele arrumou um procurador [Eduardo Maluf o mesmo de Jonas] e nos pediu até luvas. Nós iriamos aumentar o salário dele, mas como ele pediu mais que o dobro ficou impossível a sua permanência”, pontuou.
Diretoria do Tricolor se isenta no “caso Jonas”
O volante Jonas, o “Schweinsteigerdo Maranhão” de acordo com jornais do Sudeste, já até falava como como jogador do Corinthians, mas o gerente de futebol do Timão, Edu Gaspar, declarou na segunda-feira que a chegada do jogador pode não acontecer por questão de detalhes. A diretoria do Sampaio Corrêa, time pelo qual se destacou na Série B de 2014, disse que não há nenhum impedimento por parte do Tricolor para que ele feche negócio com nenhum clube.
Edu Gaspar frizou que a contratação de Jonas não está concretizada. "Está um pouco mais distante", disse à TV Bandeirantes. "Estamos tratando isso de maneira bem intensa e tentando viabilizar. São alguns detalhes que me fazem deixar as coisas assim. Não posso adiantar algo e criar expectativas", contou.
De acordo com o gerente, assegurar a contratação de Jonas ainda é um objetivo. "Todos nós gostamos bastante desse atleta. É um cara jovem e com força física. Faltam alguns detalhes que não posso adiantar. Mas, se Deus quiser, vamos conseguir viabilizar. Vemos esse atleta com bons olhos a médio e longo prazo", comentou.
Durante a apresentação dos jogadores do Sampaio para a temporada 2015, Sérgio Frota disse que não há impedimento por parte do Sampaio para a conclusão da negociação. “Falta pagar a segunda parcela de R$ 300 mil do acordo que fizemos com o grupo de investidores, mas ele pode se apresentar no Corinthians, mas tem que ser obedecido o que rege o grupo de empresários e o Sampaio”, disse.
Sérgio Frota lembrou até que a liminar que penhorava os direitos econômicos do atleta por causa de uma dívida trabalhista já foi cassada há muito tempo. “Penhoraram os direitos econômicos em uma atitude exorbitante, porque ele ainda nem havia sido vendido e o Sampaio entrou com um mandado de segurança e liminarmente readquiriu os direitos econômicos”, explicou.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!