Sampaio Corrêa se impõe, vence Náutico e fatura o título da Supercopa Maranhão.
Tecnologia do Blogger.

Sampaio Corrêa se impõe, vence Náutico e fatura o título da Supercopa Maranhão.



A taça vai para o Parque José Carlos Macieira. Com um gol de Válber aos 30 minutos do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa, superior em campo, derrotou o Náutico (PE) por 1 x 0, na tarde de ontem, noEstádio Castelão, e ficou com o título da Supercopa Maranhão. Pelo título, A Bolívia Querida, além de troféu de campeão, recebeu R$ 100 mil, enquanto Timbu recebeu R$ 80 mil pelo segundo lugar. A competição também contou com a participação do Vitória (BA), que ficou em terceiro lugar, e do Moto Club, que perdeu seus dois jogos e foi o lanterna.
Agora, o Tricolor começa a se preparar para a estreia no Estadual. No domingo, o Sampaio Corrêa disputará a primeira rodada do Campeonato Maranhense diante do Santa Quitéria, às 15h50, no Estádio Leandrão. Na Copa Nordeste, O Tricolor jogará no dia 4 de fevereiro (quarta-feira) contra o Sport (PE), atual campeão do torneio, às 21h20, no Estádio Castelão. Um dia antes, pela mesma competição, o Náutico enfrenta o Salgueiro, no dia 3 de fevereiro (terça-feira), às 22h45, na Arena Pernambuco.
O time tricolor, que chegou a final ao derrotar o Moto clube por 2 x 1 na semifinal, foi mais perigoso durante boa parte do confronto, principalmente no primeiro tempo, quando criou boas chances e por ter apenas 15 dias de treinamento sentiu a parte física no segundo tempo. O Náutico, que derrotou o Vitória (BA) por 2 x 1 na semifinal, deu claros sinais de que ainda é time em formação, com jogadores em sua maioria oriundos da base.

O destaque da partida de ontem foi o meia Gil Mineiro, que também fez boa partida contra o Moto e fez um dos gols da vitória tricolor por 2 x 1. O meio-campista foi o responsável pela cobrança de falta na medida para Válber, que surpreendeu a defesa Alvirrubra ao aparecer na área, e teve duas boas oportunidades para marcar.
Jogo - Foi mais fácil do que a torcida tricolor, que compareceu em pequeno número ao Castelão. Apesar do pouco tempo de preparação, com muita movimentação, o time comandado pelo técnico OliveiraCanindé dava sinais de ser superior desde o apito inicial. A superioridade em campo foi comprovada logo aos seis minutos de partida, com Raí acertando a bola na trave.
Já o Náutico, com um grupo nitidamente mais jovem, pouco ameaçou o goleiro Milton Raphael, que fez sua estreia como titular no gol do Sampaio. O melhor momento do time pernambucano aconteceu aos 28 minutos, mas Josimar desperdiçou excelente oportunidade. Depois desse lance isolado, o domínio voltou a ser tricolor.
Aos 30 minutos, o Sampaio abriu o placar. Gil Mineiro cobrou falta pela esquerda, Válber se antecipou da defesa do Náutico e desviou de cabeça e a bola encobriu o goleiro Júlio César: Sampaio 1 x 0.
No fim do primeiro tempo, Curuca perdeu boa oportunidade para ampliar o placar, mas o goleiro Júlio César se redimiu na falha do gol e fez bela defesa.
Na volta do intervalo, o Tricolor manteve um bom ritmo em campo enquanto teve fôlego. Aos 20 minutos, oNáutico cresceu na partida e começou a exigir do goleiro Milton Raphael.
Aos 26, a arbitragem anulou um gol legal do time pernambucano. Após cruzamento pela direita, o goleiro tricolor cortou o cruzamento. A bola caiu nos pés de Felipe Souto, que chutou e encontrou Renato. Livre de marcação, Renato mandou para as redes. Seria o empate do Timbu, mas oárbitro assistente levantou a bandeirinha. Gol anulado. Sampaio ainda em vantagem.
Nos minutos finais, pouca coisa aconteceu na partida. O Sampaio administrou o resultado de 1 x 0 para conquistar o título da Supercopa Maranhão.
Sampaio Corrêa: 1
Milton Raphael; Daniel Damião, Edivânio, Luiz Otávio e Willian Simões; Robson Simplício, Curuca e Válber; Raí, Robert (Edgar) e Gil Mineiro
Técnico – Oliveira Canindé
Náutico: 0
Júlio César, David, Elivelton, Flávio e Gaston;João Ananias, Bruno Alves (Guilherme), Jefferson Nem e Rodrigo Solto; João Paulo e Josimar
Técnico – Moacir Júnior
Competição – Supercopa Maranhão // Local – Estádio Castelão // Horário – 18h // Árbitro – Railton Oliveira de Sousa // Assistentes – Carlos André Pereira Sousa e Ivanildo Gonçalves da Silva // Gol – Válber 30” 1T (Sampaio Corrêa)

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!