Tribunal prejudica o Sampaio e coloca Moto Club na decisão
Tecnologia do Blogger.

Tribunal prejudica o Sampaio e coloca Moto Club na decisão


O Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA) deferiu, por três votos a dois, o pedido do Moto Club

.
São Luís, MA, 03 (AFI) – A Federação Maranhense de Futebol (FMF) mostrou na noite da última terça-feira total desrespeito com torcedor. Um dia antes da final do segundo turno entre Sampaio Corrêa Cordino, o Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA) deferiu, por três votos a dois, o pedido do Moto Club e mudou totalmente o curso da competição estadual, deixando mais uma vez a interpretação do regulamento a deriva de especulações.

Tudo começou na semifinal do segundo turno do estadual. Em jogo único, Sampaio Corrêa e Moto Club deveriam se enfrentar na semifinal com a vantagem de jogar pelo empate ao time que tivesse melhor campanha na fase de grupos. O rubro-negro terminou na liderança do Grupo B, com seis pontos, enquanto o tricolor foi vice-líder do Grupo A, com oito. Aí começou a discussão, pois um tinha a primeira posição e o outro somava mais pontos.
Num primeiro momento a FMF deu o parecer favorável ao Sampaio, que jogou no Castelão, empatou por 2 a 2 e foi para a final com o Cordino. O Moto, descontente, entrou com recurso no TJD-MA e a competição foi paralisada. Com medo de apertar o calendário, a entidade preferiu manter o estadual em curso, mas só complicou ainda mais. Um dia antes da final do segundo turno voltou atrás e colocou o rubro-negro na final. Com isso, o jogo desta quarta-feira foi cancelado e ainda terão dois jogos na decisão desta fase.
Tribunal prejudica o Sampaio Correa e coloca Moto Club na decisão do Maranhense
Tribunal prejudica o Sampaio Correa e coloca Moto Club na decisão do Maranhense
“Minha vontade era abandonar o futebol por conta de uma decisão equivocada dessa natureza. Só não faço em respeito a todos que acreditaram em nosso trabalho à frente do clube ao longo desses 10 anos. Vou continuar lutando para que o direito legítimo do Sampaio em participar da decisão do segundo turno seja respeitado”, desabafou o presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, dando a entender que o processo não acabará por aí.
O departamento jurídico do Sampaio, inclusive, já adiantou que irá decorrer da decisão no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), última instância no esporte. “Lamento profundamente o que ocorreu esta noite no Pleno do TJD. Conquistamos o direito de disputar a vaga dentro de campo, de acordo com o regulamento, que indica a vantagem à equipe com melhor índice técnico, na fase de classificação do segundo turno, como previsto no Art.11. No entanto, uma decisão equivocada nos tira essa condição legítima”, completou o presidente.
“Concentramos, alugamos ônibus e viajamos até Barra do Corda, para o Tribunal ter um entendimento diferente do regulamento e nos causar tamanho dano.Nenhum desses cinco auditores tem a mínima noção dos custos e o que é administrar um clube de futebol. Vamos recorrer e temos certeza que, lá, vai ocorrer um julgamento isento”, finalizou Sérgio Frota.
Aquele empate que o Cordino arrancou do Sampaio aos 47 minutos no último sábado já não vale pra mais nada. Agora o time terá que receber o Moto Club no primeiro jogo da final do segundo turno, às 15h45 do próximo sábado, no estádio Leandrão, em Barra do Corda. Outro pedido que foi julgado pelo TJD-MA na terça-feira foi o do Imperatriz, que pedia a anulação do resultado da final do primeiro turno, mas não obteve sucesso.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!