Favela já tem samba-enredo para o Carnaval de 2017
Tecnologia do Blogger.

Favela já tem samba-enredo para o Carnaval de 2017

Os compositores Josias Joca e Luzian vencem a disputa
Foto de: Lauro Vasconcelos

Após da Flor do Samba e Turma do Quinto, a Favela também já tem hino oficial para o carnaval e 2017. A definição se deu na madrugada deste domingo, quando da realização da final do concurso de samba enredo, o qual contou com a participação de quatro propostas.
Apurada as notas da Comissão Julgadora, o resultado apontou a vitória da proposta dos compositores Luzian Filho e Josias Silva, que pela quarta vez consecutiva vencem o concurso dentro da quadra escola do Sacavém. São obras também da dupla, os sambas enredos dos anos de  2014, 2015 e 2016.


Muito emocionado com mais uma conquista, o compositor Josias Filho desabafou, logo o anuncio do resultado: “Tem um ineditismo na nossa trajetória, que é ganharmos pela segunda vez na Turma do Quinto e na Favela. Desconheço quem já tenha conseguido este feito. Temos um tremendo orgulho por mais esta conquista, principalmente pelo enredo belíssimo”.

Para o carnaval vindouro, a Favela desfilará contando a história dos 200 anos do Teatro Arthur Azevedo, dentro do enredo “Delírios de Sonhadores: União... São Luís... Arthur Azevedo... Um Templo do Povo, o Templo do Carnaval!!” uma proposição do folião e produtor Éden Soares Junior e com texto e desenvolvimento do carnavalesco Pedro Padilha.

Aniversário de 66 anos

De acordo com informações do presidente da Favela do Samba, o advogado João Moraes, o próximo ato da escola será a festa agendada para o dia 05 de novembro, sábado, na quadra da escola, no Sacavém, que culminará com o aniversário dos 66 anos da agremiação, e terá como ponto alto, a apresentação da peça “Pão com Ovo’, dos artistas César Boaes, Adeilson Santos e Charles Junior.

Confira a letra do samba:
Favela 2017
Autores: Josias F° e Luzian F°
Sonhar não faz mal a ninguém
Já dizia o poeta: "sonhar só faz bem"
Assim, dois comerciantes das artes amantes
Sonharam aqui construir
Um templo encantado
adornado de pompa e riqueza
Mas, o teatro de rua os fascinou
Ao ver em Roma uma festa de louvor
"Artistas e povo - um só"
Sagrado e profano - mistura maior
Viram Pierrot, colombina e o arlequim
E Dom Quixote num delírio sem fim

"Minha escola minha vida,
Amor meu
Você é minha Julieta
Eu sou seu Romeu"

Sem as bênçãos da igreja
De frente pro sol
Surge o "Teatro União"
Com muito luxo e ostentação
Parece que o sonho se tornara em vão
Mas, esplendoroso ele ficou,
Em "São Luís" se transformou
Uma "Veneza de amor"
Nesse Apogeu "Apolônia Pinto" nasceu
Abriu as portas para o cinema
Valeu a pena, o sonho se realizou
Teatro Arthur Azevedo, orgulho do povo.
Onde minha escola brilhou!

A cortina se abriu
A plateia aplaudiu
Entra em cena minha Favela
No palco, na passarela
A atriz principal é ela


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!