70 anos de pura arte de Péricles Rocha
Tecnologia do Blogger.

70 anos de pura arte de Péricles Rocha

  • CARLA MELO / DA EQUIPE DE O ESTADO
  •  
Para celebrar aniversário, Péricles Rocha abre, neste sábado, exposição com telas inéditas em mostra no Museu Histórico e Artístico do Maranhão

Telas foram pintadas especilamente para a mostra, que fica em cartaz até 31 de outubro
Telas foram pintadas especialmente para a mostra, que fica em cartaz até 31 de outubro

A iconografia sertaneja, as cores do serrado e a cultura popular maranhense são fontes inspiradoras para o artista plástico Péricles Rocha que celebra neste sábado 70 anos de idade. A data natalícia não poderia ser celebrada de forma diferente que não com uma exposição, cuja vernissage ocorre às 19h, no Museu Histórico e Artístico do Maranhão (Rua do Sol, Centro). A mostra fica em cartaz até o dia 31 de outubro.


As manifestações folclóricas não poderiam ficar de fora desta mostra e Péricles Rocha traz, com a tela “Brincante de junho”, a beleza rústica do caboclo e sua relação com o bumba meu boi. Mas engana-se quem acha que a arte de Péricles Rocha é apenas contemplativa.Em algumas telas, o artista apresenta denúncias sociais. É assim no quadro “Aeroporto de Benedito Leite que virou roça grilada”. “Esta tela fala de uma realidade do município que teve o aeroporto tomado pelo mato e que represento de forma muito forte, com cores e traços que remetem à situação”, destaca o pintor.
O mesmo caráter ele imprime à tela “São Luís abandonada”, na qual apresenta o descaso dos poderes públicos com o patrimônio material da capital tombada pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.
Os hábitos simples das comunidades do interior do Maranhão – que o pintor faz questão de cultivar e retratar em sua obra – estão explicitos nas pinturas “Castiçal de lamparina” e “Guardião do Agreste”. “As 22 telas da mostra são todas inéditas e feitas especialmente para celebrar meus 70 anos. O que vou fazer cercado pelos amigos e fazendo o que amo, que é pintar”.
Amadurecimento
As telas que compõem a mostra traduzem o amadurecimento do artista, que sempre pesquisou matérias-primas alternativas para dar textura e colorido próprio às suas criações. Assim, as cores são extraídas da casca do cajueiro (que origina a cor bege), sementes de mucunã (vermelha), murici (rosa claro), jenipapo (preto e roxo) e da casca de mangue (produz um óleo impermeabilizante), além de pigmentos naturais e óxido de ferro.
Em suas obras, ele mescla tons telúricos a vermelhos intensos, amarelos ocres, azuis vibrantes e marrons dourados em composições de colorido rico e harmônico. “Já domino todo esse processo. Retiro estas cores da natureza de matérias que encontro em Alcântara, Benedito Leite e também de São Luís”, comenta Péricles Rocha, que mantém ateliês nestes três municípios.
Estas técnicas usadas para a extração das tintas foram aprendidas por Péricles Rocha a partir da convivência com índios e antigos moradores de Alcântara, São Luís e de Benedito Leite. “Gosto mesmo é de criar minhas próprias cores, um processo que fui aperfeiçoando ao longo de mais de 40 anos de carreira”.
Livro
E nestas quatro décadas dedicadas às tintas e pincéis, o maranhense, que já expôs em Amsterdam e Bruxelas, além de várias cidades do Brasil, se prepara para lançar um livro sobre sua vida e obra, organizado pelo amigo e colecionador de arte Eliezer Moreira. “Nossa intenção era fazer isto agora, por ocasião dos 70 anos, mas infelizmente não deu certo. Mas o que posso dizer é que o livro está ficando muito bom e já está em processo de finalização”, adianta Péricles Rocha que para marcar os 40 anos de trajetória montou, ano passado, a mostra “Do popular ao erudito”, no foyer da Câmara Legislativa, em Brasília (DF).
Péricles Rocha começou a pintar ainda criança, aos 8 anos. Foi na infância que desenhou suas primeiras figuras, moldando esculturas e construindo brinquedos. O trabalho do artista pode ser encontrado em acervos de colecionadores e amantes das artes e suas obras são vendidas em galerias de vários países.
Serviço
O quê 
Exposição de aniversário de 70 anos de Péricles Rocha
Vernissage Sábado (17), às 19h
Onde Museu Histórico e Artístico do Maranhão – Rua do Sol, Centro
Visitação Até o dia 31 de outubro

Para celebrar aniversário, Péricles Rocha abre, neste sábado, exposição com telas inéditas em mostra no Museu Histórico e Artístico do Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!