Próximas 48h decisivas para as eleições deste ano em São Luís
Tecnologia do Blogger.

Próximas 48h decisivas para as eleições deste ano em São Luís

BLOG MARRAPÁ - Quem deseja disputar as eleições municipais deste ano tem até este sábado, dia 02 de abril, para definir por qual partido vai se candidatar. É o que determina a nova legislação eleitoral aprovada na minirreforma, que estabelece no mínimo seis meses de filiação partidária aos candidatos. Em São Luís, quase todos já definiram suas siglas. Apenas a deputada Eliziane Gama e o vereador Fábio Câmara ainda podem mudar seu rumo.
O blog fez um levantamento dos principais pré-candidatos a prefeitura de São Luís e seus partidos.
Edivaldo Holanda Júnior
O prefeito de São Luís que se elegeu pelo PTC, hoje é um dos principais nomes do PDT e deve contar ainda com o PCdoB como principal aliado, além de seu antigo partido. Holandinha ainda deve ter o apoio de outros partidos como PRP, PRB, PEN, DEM E PSC. Outra possibilidade é o PT.
Eliziane Gama
A deputada tem tudo para se filiar ao PPS, mas na cabeça da “irmã” tudo pode acontecer, caso entre para a sigla deve ter o apoio da REDE de Marina Silva, do PTN de Aluisio, Pros de Gastão e quem sabe do PMDB e PR.
Bira do Pindaré
Em uma queda de braço com o senador Roberto Rocha, o deputado Bira do Pindaré já disse que é pré-candidato pelo PSB. Nas pesquisas chegou a dois dígitos e não deve mudar de partido, conta com o apoio do presidente nacional Carlos Siqueira que deseja candidatura própria em São Luís.
Neto Evangelista, Castelo e Sérgio Frota.
Os três já manifestaram o desejo de serem candidatos, mas a probabilidade é que os tucanos acabem por compor uma chapa com outro candidato. Quem sabe o PPS de Eliziane.
Rose Sales
Foi outra que “pipocou” por vários partidos nos últimos meses. A vereadora saiu do PCdoB para o PV com a promessa de ser candidata à prefeita, não levou, e seguiu para o PMB.
Fábio Câmara
O vereador e presidente do diretório peemedebista de São Luís, Fábio Câmara, é outro pré-candidato e mesmo com as brigas internar dentro do clã Sarney não deve abrir mão da disputa. Só resta saber se vai conseguir dentro de um partido cercado de caciques. Ameaça deixar o PMDB nas próximas horas.
Wellington do Curso
Com o retorno de Eliziane para o PPS, o deputado estadual deixou a legenda para arriscar ser candidato pelo PP – o partido do Petrolão. Não tem absolutamente nada a perder na disputa em São Luís, todavia corre risco de ser rifado da disputa por Waldir Maranhão.
Andrea Murad
Lançou-se pré-candidata apenas para isolar o desafeto Fábio Câmara no PMDB, mas acabou tomando gosto pela ideia, influenciada pela ex-governadora Roseana Sarney. Enfrenta séria resistência do senador João Alberto por causa do pai, o ex-secretário investigado por corrupção, Ricardo Murad. Contudo, tem em seu favor a preferência de José Sarney, Remi Ribeiro e Roberto Costa. Deve ser a candidata da sigla em São Luís.
Roberto Rocha Junior
Não é um nome para ser levado a sério. Ameaçou partir para as prévias contra Bira do Pindaré para ser o candidato do PSB. A estratégia, no entanto, não passa de blefe de Roberto Rocha para empurrar o filho como candidato a vice na chapa de reeleição de Edivaldo, tal qual o próprio senador fez em 2012.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!