Estádio Nhozinho Santos será recuperado em 60 dias
Tecnologia do Blogger.

Estádio Nhozinho Santos será recuperado em 60 dias


Administradores do estádio querem a praça esportiva pronta para usa antes da Série D do campeonato brasileiro
ESPORTE/ JORNAL O ESTADO DO MARANHÃO - Após um longo período de abandono, o Nhozinho Santos começa a ser reformado. O Instituto Municipal Paisagem Urbana (IMPUR) de São Luís iniciou ontem a reforma do gramado do estádio que em quatro dias, segundo expectativa dos responsáveis pela obra, deverá estar reformado e padronizado de acordo com as novas solicitações da FIFA e da Confederação Brasileira de Futebol (FMF). Além das obras no gramado, os gestores da praça esportiva prometem fazer as adequações que constam no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que a prefeitura de São Luís firmou com a Procuradoria do Consumidor, que vem se arrastando há anos.

A intenção da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdel) é liberar o estádio ainda para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. De acordo com um dos responsáveis pela obra, o estádio deve ser liberado em no máximo quatro dias. “Estamos trabalhando em ritmo acelerado e no máximo em quatro dias todo o gramado do Nhozinho Santos estará pronto para receber jogos”, afirmou o diretor técnico da Semdel, Márcio Alves.
O Nhozinho Santos foi fechado para jogos oficiais em 6 de outubro de 2015, após uma vitória do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) do Corpo de Bombeiros do Maranhão, que contou com a presença da titular da Promotoria da Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante.
Na inspeção foram encontradas rachaduras em partes da estrutura, além de outros problemas que não haviam sido corrigidos desde 2013 quando foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o MP e a Semdel. “O TAC pede que sejam feitas adequações no Estádio e como não tem nada estrutural, não deve demorar muito para que todas as exigências sejam atendidas. Entretanto, em alguns pontos, a gente precisa ponderar com a Promotoria do Consumidor como elevar a altura do alambrado de 3 para 5 metros, porque não existe legislação que trate sobre isso e alem disso a CBF recomenda que se retire os alambrados dos estádios”, explicou Márcio Alves.
O estádio fica localizado na região central de São Luís. A capacidade chegou próximo aos 25 mil torcedores, mas depois de colocadas cadeiras em toda a arquibancada, o estádio suporta 11 mil torcedores.
Quanto aos laudos, Márcio Alves informou que a Semdel está apenas esperando a conclusão da recuperação da parte elétrico do estádio para que possa convocar os órgãos competentes, no sentido de que sejam feitas as necessárias vistorias e consequentemente serem liberados os competentes documentos, que garantirão a reabertura do Nhozinho Santos.
A expectativa é de que o estádio possa ser reaberto em, no máximo, dois meses para sediar as partidas oficiais das competições da FMF e da CBF. É provável que as partidas do Moto e do segundo representante maranhense na Série D do Brasileiro possam ser marcadas para o Nhozinho Santos, caso seja esse o desejo dos dirigentes dos clubes.
A intenção é de que o estádio da Vila Passos tenha condições, não apenas no que diz respeito ao gramado, como nas acomodações e em matéria de segurança para garantir mais uma opção para servir de local para os jogos oficiais.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!