Aluna do colégio militar 2 de julho do Corpo de Bombeiros realiza atendimento de primeiros socorros em vítima de assalto a ônibus.
Tecnologia do Blogger.

Aluna do colégio militar 2 de julho do Corpo de Bombeiros realiza atendimento de primeiros socorros em vítima de assalto a ônibus.


 Na semana passada, a “Aluna Capitã” Gerythssa França, do Colégio Militar 02 de julho do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), pôde colocar em prática seus conhecimentos de primeiros socorros aprendidos em um curso especial, oferecido no começo do ano pela própria escola aos alunos.


Gerythsa, é uma aluna que sempre se destacou no colégio militar, e por essa razão, teve direito de ingressar no início do ano, em um curso de pelotão especial de alunos oficiais. O curso tem uma carga-horaria de 30 horas e é realizado durante 06 dias, em sua programação, estão presentes disciplinas como: primeiros socorros, noções de combate a incêndio, prevenção de acidentes domésticos entre outros aprendizados.

“Esses ensinamentos, são repassados através de um curso, como forma de promover os alunos que mais se destacam no ambiente escolar. As instruções servem para que eles possam atuar de forma preventiva, ou até mesmo intervindo para que um pequeno acidente não evolua para um mal maior”, afirmou o Tenente Carvalho, subcomandante do corpo de alunos do colégio.

O Atendimento à vítima:

Na última quinta-feira (30), após o término das aulas, Gerythssa juntamente com as alunas Vanessa Diniz e Nayara Kelle do 3º ano do Ensino Médio, entraram em um ônibus no bairro São Cristóvão, logo, perceberam que algo estava errado, já que as pessoas estavam extremamente agitadas naquele coletivo.

“Entramos no ônibus, e vimos todo mundo chorando, a cobradora falou que o ônibus tinha sido assaltado ali no São Cristóvão, e que os bandidos desceram num matagal perto de lá”, contou a aluna capitã, Gerythssa França.

Em seguida, as alunas perceberam que havia uma garota desmaiada no interior do ônibus. “A menina já estava desmaiada, só que a gente não tinha visto, quando a cobradora falou pra nós, passamos para o lado de trás do ônibus e pedi pra que eles colocassem ela deitada no chão, elevamos as pernas dela e fiz também a extensão do seu pescoço para liberar as vias aéreas e facilitar sua respiração, com isso, ela voltou ao normal, reanimando aos poucos, ficamos monitorando os sinais vitais dela”, completa a aluna.

A vítima, foi entregue para os familiares, que a conduziram para o hospital, pois ela apresentava sintomas de pressão baixa e necessitava de atendimento médico.
“Uma das diretrizes do comando do colégio, é formar cidadãos que possam contribuir com a sociedade”, comentou o Major Jáder Mendes, comandante do Colégio Militar 02 de Julho.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!