'Feirão da Lava Jato' atrai compradores
Tecnologia do Blogger.

'Feirão da Lava Jato' atrai compradores

Para pagar dívidas bilionárias, empreiteiras põem à venda aeroportos, rodovias, empresas de saneamento e estaleiros

Grupos estrangeiros e locais se organizam para aproveitar ofertas, mas temem se associar a suspeitos de corrupção
RAQUEL LANDIMJULIO WIZIACKDAVID FRIEDLANDERDE SÃO PAULO

Abatidas em pleno voo pela Operação Lava Jato, algumas das grandes empreiteiras do país vão encolher para o que eram antes do boom econômico dos anos Lula.
Para pagar dívidas bilionárias, essas empresas estão promovendo um feirão de concessões de aeroportos, rodovias, empresas de saneamento e estaleiros.

Grupos estrangeiros e locais se organizam para ir às compras e aproveitar as oportunidades que apareceram com o "petrolão", mas ao mesmo tempo têm receio de se envolver com empresas enroscadas no escândalo.

Os aeroportos de Guarulhos, Brasília e Natal, privatizados no governo Dilma, estão à venda. Se houver uma boa proposta, o aeroporto de Viracopos (Campinas) pode entrar no pacote, mas, por enquanto, os sócios não têm interesse em se desfazer dele.


Folha apurou que a construtora Engevix colocou à venda sua participação na Inframérica, consórcio que opera os aeroportos de Brasília e Natal. A empresa espera obter cerca de R$ 400 milhões com o pacote, mas a venda não deve ser fácil.
Grupos estrangeiros já avaliaram o negócio, mas acham que os sócios argentinos da Inframérica podem exercer seu direito de preferência. Eles já estariam procurando financiamento para comprar essa participação.

A OAS colocou à venda os 24,4% que possui na Invepar, concessionária do aeroporto de Guarulhos, do metrô do Rio e de várias rodovias.
O negócio pode acabar nas mãos da gestora de recursos Brookfield, do Canadá.
Nos próximos dias, os canadenses vão conceder um financiamento emergencial de R$ 800 milhões para OAS. Receberão, como garantia, um pedaço dos 24,4% que a empreiteira tem na Invepar.
A operação será definida depois que os credores aprovarem a reestruturação da dívida da OAS, o que deve demorar seis meses.

Outro ponto de incerteza na operação é o valor atribuído à Invepar. Até agora, as propostas não ultrapassaram R$ 1,5 bilhão, e a OAS pede R$ 2,8 bilhões, pressionada pelos fundos de pensão que são sócios do negócio e não querem ver seu patrimônio desvalorizado por uma proposta menor.

SANEAMENTO

Nos próximos meses, também podem trocar de mãos as empresas responsáveis pelos serviços de saneamento em 20 cidades, em diversos Estados. Só a Galvão Engenharia pôs à venda companhias em 18 cidades, reunidas sob a CAB Ambiental.
O GP Investimentos chegou a fazer proposta de R$ 800 milhões pela empresa, mas o negócio ainda não foi fechado. A Galvão pediu R$ 1,4 bilhão pela companhia. A OAS também está vendendo empresas de saneamento em Araçatuba e em Guarulhos e executivos da companhia dizem haver interessados.

O feirão inclui ainda os estaleiros Enseada, da OAS, e Rio Grande, da Engevix.
Ambos enfrentam muita dificuldade para seguir operando por causa dos atrasos de pagamentos da Sete Brasil, empresa contratada pela Petrobras para construir suas sondas, mas que corre o risco de quebrar devido ao atraso de um financiamento prometido pelo BNDES.

COMPRADORES

Grupos nacionais e estrangeiros, principalmente fundos que compram participação em empresas, estão se movimentando para analisar as possibilidades de negócio.
No GP Investimentos, foi criado um grupo de infraestrutura para mapear as oportunidades de investimento.

A Advent, uma das maiores gestoras do mundo, também chegou a fazer propostas por alguns negócios.

A avaliação geral é que existem boas oportunidades e que podem surgir outras, a depender dos desdobramentos da Operação Lava Jato nas demais construtoras do país.

Mas também há riscos.

O mais citado é se tornar sócio minoritário em consórcios cujos parceiros também estão envolvidos nas investigações da Polícia Federal. "O risco é alto, mas quando teremos outro petrolão?", disse o gestor de um fundo.


    0 comentários:

    Postar um comentário

    visualizações!