Blocos animam São Luís nas prévias carnavalescas no fim de semana
Tecnologia do Blogger.

Blocos animam São Luís nas prévias carnavalescas no fim de semana

Centro Histórico foi tomado por foliões no fim de semana, com cortejo da Bandida, na Beira Mar, e Bloco do Imprensa, na Praça dos Catraieiros.



02/02/2015
·         .

 Bateria da Turma do Quinto levantou o público no Bloco da Imprensa 



A folia tomou conta do Centro Histórico de São Luís no fim de semana. Eram os blocos no comando dos foliões anunciando que o Carnaval se aproxima, pois faltam apenas duas semanas para a esperada festa popular. Na Beira Mar, a Bandida fechou o trânsito e fez a festa com concentração seguida de cortejo pelas ruas em direção à Praia Grande. Próximo ao local, na Praça dos Catraieiros, também na Praia Grande, o Bloco da Imprensa despedia-se da temporada com seis animadas atrações. O bloco Bicicletinha invadiu a Rua do Egito, em mais uma tarde/noite com grande concentração de pessoas. Na Madre de Deus, charangas e blocos chamaram a atenção dos moradores. Na Casa de Arte Barrica, o Bicho Terra promoveu seu primeiro baile, a Folia do Buraco Negro.

A Bandida foi animada por sua própria banda, formada por dois cantores e nove músicos. Os foliões começaram a chegar em maior número no fim da tarde de sábado, depois das 17h30. Segundo Milton Gadelha, um dos organizadores, a folia terá continuidade no próximo sábado, também com baile seguido de cortejo. “Nós sempre seguimos pela Rua do Egito, passamos pela Rua Marrocos, Fonte do Ribeirão, Rua dos Afogados, 7 de Setembro, Rua do Sol, Rua de Nazaré, até chegar na Praia Grande, mais precisamente na Praça da Criança. Mas a festa vai continuar, sempre muito animada”, disse Milton Gadelha.
Avessa a rótulos e formalidades, a banda segue com irreverência e estimula seus seguidores a fazerem o mesmo. Muitos comparecem usando fantasias ou acessórios carnavalescos. Os foliões são atraídos pela vontade de extravasar e seguem dançando nos cortejos. “Amo Carnaval e alegria é comigo mesmo”, garantiu Amanda Mauvês, com tiara de flores sobre a cabeça.
O bloco é puxado por uma alegoria que, na verdade, é uma boneca gigante, simbolizando uma mulher “bandida”. “Acredito que a bandida é uma mulher sem pudor, sem preconceitos e que gosta de se divertir, sem resguardos”, arriscou o bem-humorado professor Afrânio Rodrigues, que participou da festa.

Imprensa - Despedindo-se da pré-temporada de Carnaval deste ano, o Bloco da Imprensa reuniu o público na Praça dos Catraieiros e na programação musical apresentou grupos de samba e pagode, bandas carnavalescas, baterias de escola de samba e de blocos tradicionais. Em sua décima edição, o bloco consagrou-se pelo público e pela organização, sob o comando de profissionais da imprensa de diferentes veículos de comunicação locais.
“A última noite de festa foi maravilhosa e os foliões ficaram até meia noite. Encerramos com Bloco Os Foliões. Os profissionais da imprensa estão de parabéns por esta maravilhosa edição”, disse o jornalista Joel Jacinto. O bloco fez uma homenagem à revista satírica francesa Charlie Hebdo, cuja redação foi alvo de um ataque terrorista no dia 7 de janeiro, que deixou 12 pessoas mortas, entre elas oito jornalistas, e exibiu as palavras francesas Jê suis Liberté, Egalité, Fraternité.
Na Madre Deus, charangas e blocos animaram a comunidade, como vem acontecendo todos os fins de semana. Lá, a alegria espontânea dos foliões foi incentivada por simples manifestações. Alguns seguem carros com sistema de som vestidos com camisetas personalizadas. Outros esperam as manifestações passarem para entrar na festa. Na Casa Barrica, o baile Folia do Buraco Negro foi o sinal verde do bloco Bicho Terra para o Carnaval deste ano. “Foi o primeiro baile, mas outros ainda acontecerão, como Folia da Paz do Bicho, na próxima semana. Convidamos a todos que gostam do Bicho Terra a virem nos prestigiar”, convidou José Pereira Godão, diretor artístico da Companhia Barrica.



0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!