Escolas de samba já se preparam para desfile na Passarela do Samba
Tecnologia do Blogger.

Escolas de samba já se preparam para desfile na Passarela do Samba

CARNAVAL 2017 - No aquecimento para o Carnaval

Caderno Alternativo - Evandro Junior - 29.10.16

Escolas de samba definem sambas-enredos para 2017 e começam a se mobilizar para o Carnaval realizando festas em seus barracões; Turma do Quinto, Flor do Samba e Favela do Samba são algumas que já estão na concentração para brigar pelo título


Neste fim de segundo semestre, quem já se mobiliza são as escolas de samba de São Luís visando ao Carnaval 2017. Algumas agremiações já definiram, em concursos, o samba-enredo e a partir de agora darão início aos ensaios periódicos para afinação das baterias. Escolas como Favela do Samba, Turma do Quinto e Flor do Samba já deram o primeiro grito para a festa de Momo do ano que vem. Todas as três realizaram eliminatórias para escolha do samba.

A Flor do Samba terá como enredo “Do Carnaval ao Teatro; do Itaqui ao Bacanga, grita minha flor e dá voz ao anjo da esperança”. A agremiação do bairro Desterro vai contar no Anel Viário a história dos 41 anos do Grupo Grita, que encena todos os anos o espetáculo “Paixão de Cristo” no bairro Anjo da Guarda. Os compositores vencedores do samba foram Darlan Oliveira, Lucas Neto, Hakã Silva, Jeová França e Leozinho Nunes.
Entre as novidades anunciadas pela Flor do Samba está a nova dupla de carnavalescos. Ítalo Fonsêca e Gil Vadinho ficarão responsáveis pelo projeto do desfile e de criações das alegorias, juntamente com uma equipe formada por escultores, ferreiros, marceneiros, pintores, eletricistas e costureiras. “Nós inclusive já gravamos o CD e o lançamento acontecerá durante uma grande festa, a ser realizada no dia 11 de novembro, na quadra da escola, quando também iremos comemorar o aniversário da Flor”, anunciou o presidente da agremiação, Luís César Maia.
A Turma do Quinto, uma das escolas de samba mais tradicionais de São Luís, criada no bairro Madre Deus, vai para a avenida com o enredo “O Quinto canta o Akomabu: a cultura não pode morrer”, a ser interpretado pelo cantor Gabriel Melônio. O samba é de autoria dos compositores Josias Filho, Luzian Filho e Luis Fernando.
Favela
O samba-enredo da Favela do Samba, por sua vez, é assinado pelos compositores Luzian Filho e Josias Silva, que pela quarta vez consecutiva venceram o concurso dentro da quadra da escola do Sacavém. São obras também da dupla os sambas-enredos dos anos de 2014, 2015 e 2016. Em 2017, a Favela desfilará contando a história dos 200 anos do Teatro Arthur Azevedo, dentro do enredo “Delírios de Sonhadores: União... São Luís... Arthur Azevedo... Um Templo do Povo, o Templo do Carnaval!!”. A proposição é do folião e produtor Éden Soares Junior, com texto e desenvolvimento assinados pelo carnavalesco Pedro Padilha.
A Favela do Samba tem uma festa agendada para o dia 5 de novembro, às 18h, em sua quadra, no bairro Sacavém, quando festejará seu aniversário de 66 anos. Entre as atrações confirmadas, estão os atores da peça “Pão com Ovo”, César Boaes, Adeilson Santos e Charles Junior, que em breve retornam do Rio de Janeiro, após encerramento da temporada do espetáculo na Cidade Maravilhosa.
Segundo o presidente da agremiação, João Moraes, definido o samba-enredo, a partir de agora a escola promoverá encontros todos os fins de semana, aos sábados, até o Carnaval, com ensaios sempre às 19h, na quadra, com convidados.
“Somos os campeões deste ano, embora haja um processo na justiça, de autoria da Flor do Samba, que ficou em quinto lugar, e que alega ter sido penalizada pelo horário de entrada na passarela. Nossa expectativa é fazer um grande desfile e buscar novamente o campeonato, fazendo uma alusão aos 200 anos do Teatro Arthur Azevedo, que se confunde com a própria história de São Luís. Apesar desse momento de crise no Brasil, estamos nos esforçando para fazer um brilhante Carnaval”, disse João Moraes.
Outras escolas de samba se organizam para a realização de seus concursos de samba-enredo, como é o caso da Império Serrano, que no próximo dia 5 de novembro promoverá concurso, às 20h, em sua sede, no bairro Monte Castelo, com a presença de vários convidados. O enredo para 2017 é “Na Festança Imperial tem Barrica Cultural”.
Favela do Samba – 2017
“Delírios de Sonhadores: União... São Luís... Arthur Azevedo... Um Templo do Povo, o Templo do Carnaval!!”.
Compositores do samba: Josias Silva e Luzian Filho
Sonhar não faz mal a ninguém
Já dizia o poeta: "sonhar só faz bem"
Assim, dois comerciantes das artes amantes
Sonharam aqui construir
Um templo encantado
adornado de pompa e riqueza
Mas, o teatro de rua os fascinou
Ao ver em Roma uma festa de louvor
"Artistas e povo - um só"
Sagrado e profano - mistura maior
Viram Pierrot, colombina e o arlequim
E Dom Quixote num delírio sem fim
"Minha escola minha vida,
Amor meu
Você é minha Julieta
Eu sou seu Romeu"
Sem as bênçãos da igreja
De frente pro sol
Surge o "Teatro União"
Com muito luxo e ostentação
Parece que o sonho se tornara em vão
Mas, esplendoroso ele ficou,
Em "São Luís" se transformou
Uma "Veneza de amor"
Nesse Apogeu "Apolônia Pinto" nasceu
Abriu as portas para o cinema
Valeu a pena, o sonho se realizou
Teatro Arthur Azevedo, orgulho do povo.
Onde minha escola brilhou!
A cortina se abriu
A plateia aplaudiu
Entra em cena minha Favela
No palco, na passarela
A atriz principal é ela
Turma do Quinto - 2017
“O Quinto canta o Akomabu: a cultura não pode morrer”
Compositores: Josias Filho, Luzian Filho e Luis Fernando (Prego)
"Pê-pê-ô" "Pê-pê-ô"
Vou tocar "gonguê"
O Quinto é meu "congá"
A passarela vou defumar
"Saravá!"
O "gigante negro" vai passar
("Ô gira, deixa a gira girar!")
Ê Mãe África
Meu Quinto abraça a tua cor
Da cor da noite se faz a luta
Com poesia, "abatá" e "agogô"
Ecoa do Barés a igualdade
Um brado de liberdade
Sempre na fé, com axé de orixá
No "afoxé" dançando na ginga do "Abanjá"
"Ô Ganga Zumba ê ê a"
Sou capoeira, quilombola
"Ô Ganga Zumba ê ê a"
O "erê" virou "Zumbi" com a força da "ayabá"
Meu Quinto bate seu tambor
Pra abolir o desamor
Mina, Gêge Nagô... ecoou
Grilhões não me acorrentam mais
(Senzala nunca mais)
La vem o Akomabu arrastando a multidão
Vai descendo a Madre Deus de azul e branco
Dizendo preconceito não
Pérolas negras que subiram Abrem caminhos para o meu bloco passar
Quem vem lá?... ôô
Eu quero ver... êê
É a explosão com swing do "Ylê", "hip hop" , "reggae" até o amanhecer
Flor do Samba - 2017
“Do Carnaval ao Teatro; do Itaqui ao Bacanga, grita minha flor e dá voz ao anjo da esperança”.
Compositores: Lucas Neto / Darlan Oliveira / Hakã Silva / Jeová França & Leozinho Nunes
Meu Coração 'Grita' de Emoção
Bravo! Bravo! A Flor entra em Cena
O Espetáculo Vai começar
Quem viver verá!
Desabrochou...
Na Boca da Cena a arte reluz...
Surge o 'Anjo' fascinante, que nos conduz.
Floresce óh, Itaqui Bacanga!
Das mãos da arte
Nascem personagens
Retratos... Espelhos da vida
Do barro, Itapicuraiba
No Palco, emoções inspiram gerações
Vem no Batuque da Flor
A Fabulosa chegou
Abrem as cortinas
Pode Aplaudir Sambar, sorrir.
No doce delírio do Artista
O carnaval é a força que me leva
No Manto Branco da passarela
Sagrado e Profano vão contracenar
É teatro popular!
Via Sacra da Paixão, Aguenta coração.
O Show jamais encerra
E a cortina nunca se fecha
Grita Desterro eu sou a flor!
Que a cidade abraçou
Meu Samba Vai onde o Povo está
Comunidade, a vitória vai chegar!


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!