As mostras Cenário Brasil, Cenário Maranhão e Neville D’Almeida são destaques no Festival Guarnicê
Tecnologia do Blogger.

As mostras Cenário Brasil, Cenário Maranhão e Neville D’Almeida são destaques no Festival Guarnicê

Os clássicos na tela
Cena do filme Os Sete Gatinhos, que será exibido hoje no Cine Praia Grande
ALTERNATIVO - A 39ª edição do Festival Guarnicê de Cinema prossegue hoje com uma programação que contempla também as mostras paralelas. Abertas ao público, a Cenário Brasil, Cenário Maranhão e Neville D’Almeida reúnem produções de curtas e longas, todas com entrada gratuita. O evento ocorre até o dia 11 deste mês com exibições no Cine Teatro da Cidade, Teatro João do Vale e Cine Praia Grande.

Os filmes que integram as mostras foram indicados pela curadoria do Festival, a partir do universo de inscritos, mas que não foram selecionados para a competitiva do festival. “São filmes de grande qualidade, mas que não entraram nas competitivas, mas também não poderíamos deixar de exibir. Com certeza eles enriquecem o festival”, diz a diretora do Departamento de Assuntos Culturais da Universidade Federal do Maranhão, entidade realizadora do Festival, Fernanda Pinheiro.
Homenageado deste ano, o cineasta Neville D’Almeida ganhou uma mostra que reúne os clássicos do diretor, um dos fundadores do movimento marginal, principal alvo cultural da censura dos militares, e dono da terceira maior bilheteria da história do país, com “A dama do lotação”. Hoje, às 16h30 no Cine Praia Grande será exibida a comédia “Os Sete Gatinhos”.
Baseada no livro de Rodrigues, a obra cinematográfica conta a história de um casal que tem cinco filhas, das quais quatro se prostituem para bancarem o enxoval da caçula, que é a única virgem. Traz no elenco nomes como Lima Duarte, Regina Casé, Telma Reston e Antonio Fagundes.
Mostras
As mostras Cenário Brasil e Cenário Maranhão são uma oportunidade dos realizadores de apresentarem seus trabalhos ao público, que deseja conhecer temáticas e olhares diferenciados das produções mais recentes do país.
Filmes como “Do outro lado do Atlântico”, de Daniele Ellery; “Geraldinos”, de Pedro Asbeg e Renato Martins; “Hector”, de Edu Felistoque; “Das raízes as pontas”, de Flora Egécia; “Eu queria ser arrebatada, amordaçada e, nas minhas costas, tatuada”, de Andy Malafaia; “Os olhos de Arthur”, de Allan; “Ciclo urbano”, de Washington Assis; “O que teria acontecido ou não naquela calma e misteriosa tarde de domingo no jardim zoológico”, de Allan Souza Lima e Gugu Seppi compõe a mostra Cenário Brasil. Já a mostra Maranhão traz produções como “Nua por dentro do couro”, de Lucas Sá; “Caminhos de pedras miúdas”, de Charles Melo; “A pedra e a palavra”, de Joaquim Haickel e Coi Belluzzu (ofilme eserá exibido hoje, às 14h30 no Cine Praia Grande); “Na boca da espirradeira”, de Inácio Araujo; “Bendito de São Benedito”, de Milton Martins; “Desenhando um sonho: a história de luta de Piquiá de Baixo”, Juielli Soares; “Tambor de crioula do ritual ao espetáculo”, Max Pinheiro e Dandara Mendes.
Com patrocínio da Cemar, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Governo do Maranhão, o 39º Festival Guarnicê de Cinema é apresentado pela UFMA, por meio do DAC da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Proexce).
Integram a programação do Festival as mostras Competitivas (curtas e longas), Cenário Brasil, Cenário Maranhão, Temática Novos Olhares para o Maranhão, Cinema não tem Idade, Guarnicezinho, Mostra Jovem, Neville D’ Almeida, além de Longas Convidados.
Com mais de 250 filmes inscritos, 20 foram selecionados para as mostras Competitivas, sendo 16 curtas e quatro longas-metragens. Nomes como Mayana Neiva, Letícia Sabatella, Chico Diaz, Helena Ignez, entre outros participam do festival.
Serviço
O quê
Festival Guarnicê de Cinema
Quando
Até dia 11 deste mês
Onde
Cine Teatro da Cidade, Teatro João do Vale, Cine Praia Grande e Teatro Arthur Azevedo (cerimônias de abertura e encerramento)


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!