Ator Antonio Saboia participará de filme gravado no Maranhão
Tecnologia do Blogger.

Ator Antonio Saboia participará de filme gravado no Maranhão

Antonio Saboia já participou de vários filmes e séries de TV
Ele está no Maranhão para gravar o longa “O tempo envelhece depressa”, do cineasta Frederico Machado; trabalhos no set começam em abril
Carla Melo - ALTERNATIVO 
Depois de um ano intenso, que resultou em muitos trabalhos na TV, o ator franco-maranhense Antonio Saboia retorna à Ilha, desta vez para um projeto de cinema. Ele dará vida a um dos três personagens do longa-metragem “O tempo envelhece depressa”, um suspense psicológico do cineasta Frederico Machado.
Em fase de pré-produção, o filme deverá começar a ser rodado na primeira semana de abril, provavelmente nas proximidades do Sítio do Físico, em São Luís. A estreia está prevista para o fim do segundo semestre, no Festival do Rio.

Antonio Saboia chegou esta semana a São Luís, onde faz a preparação para o personagem. “O cinema independente possibilita que o ator faça uma imersão no universo do personagem. Não tem aquele apelo industrial. Isto é muito bom. Há algum tempo queria fazer algum trabalho com o Fred [Frederico Machado] e agora conseguimos”, diz o ator.
“O tempo envelhece depressa” tem roteiro de Frederico Machado e é resultado de escritos que foram iniciados há uns 10 anos e que o cineasta resgatou após o falecimento de seu pai, o poeta Nauro Machado, no fim do ano passado. “Peguei coisa que tinha escrito e vi que elas têm muito em comum. Então, fui juntando as ideias e nasceu o roteiro, que não é algo fechado. Nele, há a colaboração do elenco, da equipe. Os meus roteiros servem mais como um guia para os meus filmes”, diz o cineasta.
Uma produção da Lume Filmes e da 103 Filmes, esta última de Antonio Saboia em sociedade com um irmão, a película é independente e traz a história de um casal de idosos – cujos atores ainda não foram escolhidos, mas deverão ser maranhenses - que mora no interior do Maranhão, em um local afastado, uma antiga fazenda em decadência. “Ainda não podemos adiantar muito sobre o filme, mas segue a linha do que tenho feito, porque acredito nesta forma de fazer cinema, que me dá liberdade para criar, um cinema de guerrilha”, observa Frederico Machado.
Preparação- Durante sua preparação para o personagem, Antonio Saboia deverá emagrecer, deixar a barba crescer mais e ficar queimado de sol. Os sacrifícios, no entanto, não o assustam. “Ficarei um mês e meio aqui no Maranhão para poder imergir no personagem. Para construí-lo, vou ao interior, falar com as pessoas, e também construir os vínculos com a equipe do filme. Tudo isso serve como uma espécie de laboratório para mim”, diz o ator, que gravou, ano passado, a minissérie “Felizes para Sempre?”, com direção de Fernando Meirelles, da Rede Globo, na qual viveu o professor Guilherme. Com o mesmo diretor, protagonizou a série “Beleza S/A”, além de comerciais para a TV.
O ator, filho de mãe francesa e pai maranhense (o jornalista Napoleão Saboia), viveu entre a França e o Brasil, vindo sempre ao Maranhão, onde costumava passar férias. Por aqui, construiu laços de amizade. “Tenho uma ligação com São Luís, tenho amigos e parentes aqui. Além disso, a ligação profissional também é grande. Trabalhei com os diretores Breno Ferreira, no filme ‘Ódio’, e Francisco Colombo, em ‘Reverso’, e tenho planos de um curta, chamado ‘O farol’, com Arturo Saboia, que é meu primo”, adianta o ator.
Antonio Saboia atuou em filmes como “O lobo atrás da porta”, de Fernando Coimbra; “Lula, o filho do Brasil”, de Fábio Barreto e Marcelo Santiago, entre outros. Na TV, participou da novela “Em família”, da Rede Globo, e mais recentemente da série sobre Zé do Caixão, gravando com Matheus Nachtergaele, que está confirmado para o longa “Nau de urano”, filme de Frederico Machado sobre a vida e obra de seu pai, a ser rodado no fim do ano que vem.

De acordo com os produtores, “O tempo envelhece depressa” será submetido a festivais. “A vida do filme vai começar com os festivais. Não temos muito como prever como será, mas o certo é que faremos tudo com muito cuidado, com alta qualidade técnica e em processo colaborativo, como são os meus trabalhos”, frisa Frederico Machado, ressaltando que a equipe técnica do filme terá a participação de alunos da Escola Lume de Cinema.

0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!