Destaque para todas as artes
Tecnologia do Blogger.

Destaque para todas as artes

Em 2014, vários segmentos culturais se destacaram no Maranhão; O Estado listou alguns destes momentos para relembrar como o ano foi movimentado.

ALTERNATIVO - JORNAL O ESTADO DO MARANHÃO

30/12/2014


O ano já está acabando, mas deixa muitas histórias para contar, principalmente, no âmbito cultural. E não poderia ser diferente. Pelos quatro cantos do país o Maranhão que é conhecido como a terra do bumba meu boi, cacuriá e tambor de crioula, mostrou grandes destaques em outras áreas da cultura, a exemplo, da literatura,cinema, música, dança, teatro, arte, tudo que se relaciona à cultura foi destaque.
Uma das notícias mais marcantes do ano foi a eleição do poeta maranhense Ferreira Gullar para a Academia Brasileira de Letras. O poeta ocupa atualmente a cadeira nº 37. Ferreira Gullar consagrou-se como 11º maranhense a receber o título de imortal, título recusado por ele nos último 30 anos. O poeta, que se considerava um antiacadêmico, topou o desafio, para homenagear Ivan Junqueira, que ocupou a cadeira antes dele, e de quem era amigo.

“Vários acadêmicos amigos meus me ligavam pra dizer que eu tinha que entrar, para me convencer. O fato de substituir o Junqueira, que é meu grande amigo, pesou muito. Foi uma coisa muito comovente, eu não sabia que ele estava doente”, declarou na época da eleição. O poeta, foi eleito no dia 9 de outubro, recebendo 36, dos 37 votos válidos. Ele tomou posse no dia 5 de dezembro, em cerimônia na ABL.
Cinema - Sétima Arte, o público maranhense prestigiou a renovação do Festival Guarnicê de Cinema, ocorrido em julho, que ficou marcado pelo incentivo à produção audiovisual local e pela volta ao Cine Praia Grande, considerado o palco do nascimento do festival. Um total de 15 filmes locais participou das mostras competitivas, sendo O Exercício do Caos, do cineasta Frederico Machado, o grande vencedor com a conquista de nove prêmios. Superando a média de público de mais de mil pessoas por dia, o festival movimentou o circuito cinematográfico maranhense dando destaque a produções independentes e experimentais, como é o caso de Escolha Seu Caminho, longa-metragem realizado por moradores da área Itaqui-Bacanga e que traz a direção do DJ Alcino Davenport.
“Foi realmente uma grande edição do festival, mas os trabalhos não param. A equipe do Departamento de Assuntos Culturais, da Proex/UFMA já está trabalhando na fase de pré-produção do 38º Festival Guarnicê de Cinema que acontecerá em São Luís, no período de 8 a 13 de junho de 2015. E o processo está bem adiantado. Algumas parcerias já estão consolidadas e o Departamento, na pessoa do professor Gersino dos Santos, está conversando com outros colaboradores. Devemos lançar o edital e abrir as inscrições no começo de 2015”, garantiu Saulo Simões, coordenador técnico do Guarnicê.
Música - A produção autoral é extensa. Entre apresentações no palco do Sebo no Chão, movimento que acontece todo domingo na Praça Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Cohatrac, ou durante as edições do Festival Limonada, que também incentiva a produção local, muitas bandas e cantores se destacaram. É o caso dos Telúricos, grupo formado neste ano após participações no movimento do Cohatrac.
Muitos artistas também trabalharam para o lançamento dos seus álbum, como aconteceu com o Grupos Afrôs, Marcos Lamy, Israel Costa, Tiago Máci, Vinil do Avesso, Casa Loca, Soulvenir, Boys Bad News, Phill Veras e muitos outros.
O ápice do ano, para muitos deles, consistiu na realização do Festival BR-135, projeto que ocupou os espaços do Centro Histórico para difusão da música, arte e cidadania. Entre apresentações nas Praças Nauro Machado e da Criança, na Praia Grande, bandas da nova cena mostraram seus trabalhos.
Os participantes salientaram pontos positivos para o futuro da música no estado, como é o caso de Marcos Lamy, que publicou em uma rede social a seguinte frase: “Melhor evento que eu já vi nessa cidade em quase todos os sentidos. Se continuar assim a velha historia da falta de tudo para os músicos em São Luis vai ser só uma historia”.
E o cantor Beto Ehongue que completou: “Com todo respeito a outros momentos marcantes da cena cultural de São Luis, momentos esses que admiro e me inspiro, mas tenho que dizer que o Projeto BR 135 é o mais importante movimento musical que já tivemos".
Durante os dias de festival também foi possível participar do Conecta Música, um projeto paralelo que consistia na realização de palestras e oficinas sobre o mercado produtivo da musica. Para o cantor e compositor Nivandro Costa, este momento foi ímpar para a melhor instrução da classe artística local. “Muitas lições foram aprendidas com os mestres e outras reaprendidas pelos alunos. Fico com a sensação que as maiores lições foram: sem mobilização coletiva, apoio mútuo, organização, estudo para a apropriação dos meios disponíveis à classe artística sustentar seus projetos e a profissionalização, não conseguiremos fazer uma cena sustentável. Ter tido a oportunidade de aprender com pessoas tão relevantes no mercado nacional foi muito gratificante”, disse.


0 comentários:

Postar um comentário

visualizações!